Esporte

Foto: Divulgação

Arquibancadas lotadas, muita agitação, apresentações artísticas, gritos de incentivo e aplausos aos alunos-atletas tocantinenses. Foi esta a atmosfera que imperou no Ginásio do Centro Educacional São Francisco de Assis, em Palmas, onde ocorreu, na noite desta quinta-feira, 16, a cerimônia de abertura oficial das finais coletivas dos Jogos Estudantis do Tocantins (Jets) na categoria 12 a 14 anos, que colocam em disputa não só o título de campeões estaduais nas modalidades basquetebol, futsal, handebol e voleibol, mas, também, vagas para as Olimpíadas Escolares, que acontecem entre os dias 06 e 15 de setembro, em Poços de Caldas, Minas Gerais.

Após a definição dos classificados nas modalidades individuais, o que ocorreu durante o último final de semana, é a vez de mais de 700 estudantes de 51 unidades escolares públicas e particulares de diversas regiões do Estado se enfrentarem, o que gera muita expectativa nos participantes, como conta a zagueira da equipe de futsal da Escola Estadual Augustinópolis, Mycaelly Araújo Lima. “Nossa expectativa é grande, até porque é a primeira vez que o time da nossa escola consegue vencer na regional e vir disputar esta fase final. Estamos pensando positivo e com fé de que ficamos em Palmas até domingo, podendo conquistar o título que vai nos fazer representar o Tocantins nas Olimpíadas Escolares”, disse a jovem de 14 anos.

Dando visibilidade aos talentos esportivos tocantinenses

De acordo com a presidente do Comitê Organizador dos Jets, Waltineth Pereira Lima Neves, os Jogos fazem parte de uma política de incentivo do governo do Estado aos talentos tocantinenses. “Aqui nós temos alunos-atletas de vários pontos distintos do Estado, e esta é uma preocupação do governador Siqueira Campos e do secretário (estadual da Educação) Danilo de oportunizar aos estudantes tocantinenses que mostrem os talentos esportivos que têm. E os Jets promovem isto, este espaço para que eles interajam, exibam o dom esportivo que ganharam e sejam aplaudidos por isto”, ressaltou Waltineth.

Representando o secretário estadual da Educação, Danilo de Souza Melo, na ocasião, a subsecretária de Educação Básica da Secretaria Estadual da Educação (Seduc), Leida Maria Menezes, também exaltou o momento e os participantes dos Jogos. “Este evento é de grande valor, porque, independente da conquista da vaga nas Olimpíadas Escolares, todos aqui são vitoriosos, já que os participantes, durante todas as etapas, demonstraram ter espírito esportivo e saber competir. E esta interação é muito importante para estes nossos alunos, para a formação deles”, destacou a subsecretária.

Para o secretário estadual da juventude e dos Esportes, Olyntho Neto, é importante lembrar que é um evento deste porte que poderá vir a revelar os grandes talentos esportivos tocantinenses para, quem sabe, os próximos Jogos Olímpicos, que acontecerão no Rio de Janeiro, em 2016. “Os Jets são importantíssimos, pois definem o processo de formação dos nossos possíveis atletas olímpicos do futuro, e temos talentos-natos por aqui, que podem nos representar internacionalmente daqui a uns anos. Além disto, o esporte ajuda na formação do cidadão, reforçando o espírito coletivo, o trabalho em grupo. Por isto o governador Siqueira Campos investe tanto nestes jovens, inclusive oferecendo a passagem aérea para que eles possam participar das Olimpíadas Escolares, pois ele quer possibilitar a estes tocantinenses esta troca de experiências com outros atletas do Brasil, o que vai gerar um grande aprimoramento na vida deles”, afirmou Olyntho.

Expectativa para competir

Convidado para ser o aluno-atleta a acender a Pira Olímpica durante a cerimônia, o judoca Mayons Brito, estudante do Colégio Estadual Dom Alano, de Palmas, já se mostrava ansioso pela chegada das disputadas da categoria dele, 15 a 17 anos. “É uma emoção diferente estar aqui, nesta ocasião. Mas eu quero que chegue logo a minha hora de competir. No ano passado, eu fiquei em 5º nas Olimpíadas. Já neste ano, eu me sinto mais experiente e vou fazer de tudo para melhorar a minha marca. Preciso primeiro focar nas finais estaduais, porque é preciso ficar concentrado, ou pode ocorrer o mesmo comigo que aconteceu com os alunos de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, que eram considerados os favoritos para ganhar as Olimpíadas Escolares deste ano, mas não venceram nem as finais do estado deles por descuido e estão fora. Quero vencer aqui e, depois, dar o meu melhor nas Olimpíadas, mas não garanto medalha, pois este é o meu primeiro ano nesta nova categoria e sei que vou ter muitas dificuldades”, explicou o judoca de 15 anos.

Locais dos jogos

Cada modalidade, a partir desta sexta-feira, 17, vai ocorrer em diferentes locais. As partidas de basquetebol, por exemplo, serão disputadas no ginásio do Colégio Marista. Já as de futsal, no Ginásio de Esportes do Instituto Federal do Tocantins (IFTO). Enquanto as de handebol serão no ginásio do Colégio Batista e as de voleibol no ginásio do Colégio Militar de Palmas. Vale ressaltar que as equipes que conquistarem a primeira colocação nesta etapa também se classificam automaticamente para as disputas das Olimpíadas Escolares em suas respectivas modalidades na categoria 12 a 14 anos. (Ascom Seduc)