Polí­tica

Foto: Divulgação

Em discurso no Senado nesta última quarta-feira (22), o senador João Ribeiro (PR-TO) comemorou o anúncio, pelo Executivo, do programa de concessões para reparo e duplicação de várias rodovias brasileiras. Ele celebrou especialmente as obras da BR-153, no trecho que liga Anápolis (GO) a Palmas (TO). A rodovia segue até chegar a Belém (PA). “Esse é um antigo sonho da população de Tocantins”, disse.

Vários trechos já estão em obras ou em processo de licitação, beneficiando cidades como Miranorte, Fátima e Nova Rosalândia, entre outras. “Agora, é importante lutar pela federalização de um trecho da BR-080, uma rodovia estadual que liga Palmas a Paraíso, no entroncamento com a BR 153”, frisou o senador.

O parlamentar disse que o Estado de Tocantins precisa de mais apoio do Governo Federal, por ter sido criado somente com a Constituição de 1988. Além disso, ele afirmou que ferrovia será essencial para a integração nacional.

João Ribeiro também pediu atenção do Governo Federal na questão das macrodrenagens dos municípios, no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e elogiou os progressos que estão sendo feitos em relação à educação, com a construção de creches e escolas em tempo integral. “Isto é extremamente importante: cuidar da nossa população. Esse é o papel que nós, parlamentares, exercemos”, declarou.
 
Confira abaixo a íntegra do discurso do senador.

O SR. JOÃO RIBEIRO (PR – TO. Pronuncia o seguinte discurso. Sem revisão do orador.)

Srª Presidenta, Senadora Ana Amélia, PP, Rio Grande do Sul, Srªs e Srs. Senadores, venho hoje a esta tribuna, primeiro, para dizer da minha alegria com o anúncio da Presidenta Dilma, no último dia 15, na quarta-feira da semana passada, daquele grande programa para as rodovias federais, as concessões de várias rodovias e, consequentemente, a duplicação dessas mesmas rodovias.

Para a minha alegria e a de todos os tocantinenses, o Tocantins será contemplado com a duplicação da BR 153, da cidade de Anápolis até a nossa capital do Tocantins, Palmas.

Isso é um antigo sonho da nossa população. Essa luta vem de longe e não é apenas minha. É uma luta de todos os tocantinenses, de toda a Bancada Federal do Estado, mas eu, pessoalmente, tenho insistido muito nessa duplicação, porque é uma reivindicação da população de modo geral, dos agricultores, dos empresários e das pessoas que querem ver o progresso e desenvolvimento acontecerem a passos largos no nosso Estado.

Lembro-me de que um dia, num passado não muito distante, conversando com o Presidente Lula, na época Presidente da República, eu solicitava dele a questão da duplicação da BR 153. E o Presidente me disse, naquela época:

“Senador, eu não posso fazer a Ferrovia Norte-Sul e duplicar a Rodovia Belém-Brasília ao mesmo tempo. O que vocês preferem neste primeiro momento?”

Eu disse: “Olha, Presidente, é claro que, se a gente tiver que fazer escolha, é realmente a nossa ferrovia Norte-Sul”.

E isso é algo muito importante que aconteceu na Região Norte do Brasil, sobretudo no nosso Estado. A ferrovia já está praticamente pronta até Anápolis, indo à Estrela D’Oeste, enfim. É uma ferrovia de integração nacional.
Depois, nós conversamos, também, no ano passado. Sempre que tínhamos oportunidade, tratávamos dessa questão da duplicação da BR-153.

Travessias Urbanas

Já que vimos lutando muito para fazer pelo menos as travessias urbanas nas cidades, fizemos a de Araguarina; a de Gurupi, que está praticamente pronta; a de Alvorada; a de Colinas, que foi recentemente inaugurada; a de Guaraí, que está sendo construída e que também está praticamente pronta. Eu passei lá, no sábado, no domingo e na segunda, e percebo que, além de ser um sonho da população daquela cidade, essa duplicação já está praticamente pronta no perímetro urbano, que chamamos de travessia urbana.

Além disso, há a de Miranorte, que está em fase adiantada e que deve ser concluída até o final do ano, uma travessia urbana extremamente importante; a de Fortaleza do Tabocão, que vai para licitação agora, segundo as informações do Dnit; também, a de Fátima e de Nova Rosalândia, que já estão em fase de execução; a de Aliança, que deve também ir para licitação; e a de Figueirópolis, que já está licitada, apenas aguardando o início das obras, que deve acontecer nos próximos dias.
Então, veja bem, essa luta para a duplicação da BR-153 vem de longe, como disse. É claro que a queremos toda duplicada de Anápolis a Belém, já que, de Anápolis a Goiânia, ela já o está.

Mas, na verdade, o projeto... Há mais ou menos um ano e pouco, juntamente com a Bancada do meu Partido, o PR – naquela época eu era o Líder do PR –, em um almoço que tivemos com ela, eu conversava com a Presidenta Dilma e cobrava essa questão da duplicação da BR-153. A Presidenta chamou, na época, o Ministro e disse: “Ministro, vamos fazer pelo menos o projeto”. De lá para cá, os levantamentos, os estudos o próprio Ministério dos Transportes e o Dnit vêm fazendo.

Isso é verdade, tanto que a inclusão desse trecho de Anápolis a Palmas ocorreu em função dessas articulações todas que cada parlamentar, cada um de nós fez, sobretudo do nosso trabalho.

Portanto, esse anúncio nos deixou muito felizes.

Com a Ministra Gleisi Hoffmann

Ontem, em uma conversa, numa audiência com a Ministra Gleisi Hoffmann... E eu já havia conversado com o Ministro Paulo Sérgio, conversamos constantemente com ele, e feito essa solicitação, qual seja, que a duplicação chegue até a nossa capital, e é preciso que ela chegue até Palmas, senão não teria sentido.

Ela chegar até Belém, ótimo, estamos lutando para que isso aconteça! É claro que vai chegar a Belém. E o desejo de toda a população é ampliar as rodovias, melhorar o trânsito, o tráfego, a segurança dos motoristas, enfim, a segurança daqueles que usam a rodovia por este País afora para escoar a produção. Portanto, ela é extremamente importante para todos.

Mas nós precisamos, Srª Presidenta – inclusive, tratava deste assunto com a Ministra Gleisi Hoffmann –, federalizar 64 quilômetros da BR-080, que liga Palmas a Paraíso, já que é uma rodovia estadual. E é claro que sei que isso é também um desejo do governo do Estado, um desejo do prefeito da capital, do Prefeito de Paraíso, enfim, de toda a classe política.

Paraíso fica no entroncamento entre Palmas e a BR-153. Paraíso está na BR-153, onde haverá uma belíssima travessia urbana. O projeto já existe e está em fase final, devendo ir à licitação muito em breve. Mas em relação à questão da concessão, precisamos federalizar esses 64 quilômetros da BR-080, que vai permitir esse acesso e melhorar a vida de toda a população daquela região.

Então, o meu pronunciamento no dia de hoje é no sentido de falar sobre a nossa alegria de já ter garantida, dentro desse processo de concessão, a duplicação da nossa BR-153, que liga a capital do Estado de Goiás à capital do Estado de Tocantins. Nós que somos filhos de Goiás, porque o Tocantins fica no norte de Goiás.
Há pouco falava com a Presidenta desta sessão sobre o Tocantins...

Ela me disse que vai proximamente conhecer nosso Estado. Será uma alegria receber essa Senadora tão brilhante do Rio Grande do Sul lá no Tocantins. Será com muita alegria que iremos recebê-la no Estado.

O Tocantins, Srª Presidenta, como V. Exª sabe, foi criado na Constituição de 1988. O Estado tem tido numerosos avanços. Há muitas coisas ainda para serem feitas, mas é um Estado que evoluiu bastante, que cresceu bastante. Lá há muitos gaúchos, catarinenses, gente do Brasil inteiro. São os desbravadores, sobretudo os agricultores, que têm as melhores tecnologias, que vêm plantando soja na região de Campos Lindos, de Pedro Afonso, de Gurupi, de Lagoa da Confusão, um Município turístico que, na verdade, produz os melhores grãos do Brasil, inclusive na região de Formoso do Araguaia, que é realmente o Município que tem uma produção extraordinária de grãos. Portanto, é um Estado que precisa muito do apoio do Governo Federal, do Poder Público Federal.

Macrodrenagens

Eu discutia também com a nossa Ministra Gleisi Hoffmann, que é nossa colega do Senado, mas está Chefe da Casa Civil, sobre o Programa de Aceleração do Crescimento na questão das macrodrenagens. É preciso valorizar os Municípios, é preciso cuidar com carinho dessa questão. Já temos alguns Municípios no Estado que foram atendidos: Miracema, a primeira capital do Estado, tem uma macrodrenagem muito bem feita, uma obra belíssima, que melhorou a vida da população naquela região, que era toda alagada; Formoso do Araguaia, onde há outro projeto extraordinário executado pelo Governo Federal com a Prefeitura da cidade, além de outras obras importantes, é claro.

Agora, estamos solicitando para vários Municípios do Tocantins: Gurupi, a terceira cidade do Estado, uma cidade muito importante, governada pelo PR, o Prefeito é do meu Partido; Araguanã; Guaraí; Ananás; Santa Fé do Araguaia; Almas; Arraias; Tocantinópolis; Miranorte; Itacajá; Colinas do Tocantins, ...onde, inclusive, participei de uma carreata e, na segunda-feira, da inauguração de um comitê; e Conceição do Tocantins, entre outros Municípios que estão preparando projetos.

Sra. Presidenta, nós, que somos parlamentares, temos o papel de solicitar, temos o papel de cobrar do Governo Federal. É isto que a população espera de nós, que os Municípios esperam de nós: que aqui em Brasília possamos nos articular bem com o Governo e levar os recursos de que os Municípios precisam, as obras importantes de que os Municípios precisam, como a pavimentação asfáltica nas cidades, escolas de tempo integral.

Escolas em Palmas

Por sinal, em nossa capital do Tocantins estão sendo construídas cinco escolas, o que é fruto de uma articulação nossa junto ao Ministério da Educação. Palmas hoje enfrenta dificuldades, como todos os Municípios enfrentam, mas, na questão da educação, é uma das melhores do Brasil, lá já há escolas de tempo integral em pleno funcionamento e estão sendo construídas mais cinco. Isso vai trazer oportunidades para as crianças, os pais de família poderão ter melhor qualidade de ensino para seus filhos, mais garantia de ensino e de oportunidades para o futuro.
Isto é extremamente importante: cuidar da nossa população. Esse é o papel que nós, parlamentares, exercemos.

As pessoas às vezes me dizem: “Senador, você trabalha muito, você vai muito para o interior, você corre muito, você traz muitos recursos para o Estado”. Graças a Deus! Eu digo sempre para as pessoas que o que precisamos ter é saúde, disposição e coragem para buscar benefícios para a nossa população.

Não sei se o meu Estado é diferente de outros Estados. Na verdade, como disse, Tocantins é um Estado que ainda está em formação, lá ainda há muito a ser feito. Inclusive, a nossa responsabilidade é muito grande...

Eu tenho uma responsabilidade muito grande com o meu Estado, porque na última eleição fui o político mais votado no Tocantins. Tive até mais votos do que a Presidenta Dilma, no primeiro turno, é claro; e mais votos do que o atual governador do Estado; inclusive, eu estava no palanque dele.

Creches

Veja bem, essa responsabilidade coloca sobre os nossos ombros - essa decisão da população - um compromisso ainda maior com a nossa gente. Eu tenho trabalhado muito a questão das creches, porque o Estado, que está em formação, tem uma população pobre. Já são 140 creches espalhadas por todo o Tocantins nesse período de 3, 4 anos para cá. Queremos ter uma creche em cada Município do nosso Estado. Na nossa capital estão sendo construídas 9 agora. Na cidade de Araguaína estão sendo construídas 5. Foi lá que eu fiz carreira política e comecei toda a minha trajetória, de vereador a Senador da República, estando já no segundo mandato como Senador.

Então, a gente percebe quando as pessoas nos questionam, quando a gente vai visitar os Municípios - eu fui, por exemplo, à cidade de Colmeia, onde estão sendo construídas duas creches - a alegria da população nos agradecendo por ter intermediado, por ter vindo ao MEC, por ter ido ao Governo Federal buscar esses recursos. Chego lá em Pequizeiro, do mesmo jeito. Na segunda-feira, na cidade de Colinas, onde há uma travessia urbana belíssima, e a população com a autoestima lá em cima, e o prefeito fazendo duas creches também, além de casas e outras obras importantes para a população.

Então, esse é o nosso papel.

Disputa pela prefeitura de Palmas

Para encerrar esta minha fala queria dizer que nós estamos numa disputa agora, Srª Presidenta, para as eleições municipais. Candidatos nos 139 Municípios, amigos por toda parte. Às vezes a gente fica numa situação um tanto quanto complicada, porque há cidades em que há três, quatro amigos nossos disputando eleição. E a gente acaba tendo, ou que escolher um palanque para ir, ou não ir a nenhum desses palanques. É uma situação que eu acho que todo mundo vive, toda a classe política, todos os parlamentares vivem. Portanto, isso é salutar, isso é da democracia; é assim mesmo.
O Senador Sérgio está pedindo um aparte?

O SR. SÉRGIO SOUZA (Bloco/PMDB - PR) - Por favor.
O SR. JOÃO RIBEIRO (Bloco/PR – TO) – Concedo o aparte a V. Exª.
O Sr. Sérgio Souza (Bloco/PMDB - PR) - Senador João Ribeiro, veja só, por isso é que é importante que repensemos e façamos a reforma política para a valorização partidária. A partir do momento em que as pessoas se filiam a um partido por uma ideologia ou que se agrupam, aquelas pessoas que partilham da mesma idéia e que vão àquele partido....Sou a favor do pluripartidarismo e isso é bom porque as minorias são incluídas. Mas temos de rever porque esse constrangimento também sofro lá no Paraná e sei que a nossa Presidente sofre no Rio Grande do Sul. Realmente você tem amigos em vários partidos. Às vezes, no momento político daquele Município até mesmo somos instados a não participar, com nossa presença, porque as bases estão disputando idéias diferentes ou propostas diferentes. Obrigado.

O SR. JOÃO RIBEIRO (PR - TO) – Incorporo o aparte de V. Exª ao meu pronunciamento.

Para encerrar, Srª Presidente, como eu dizia a respeito das disputas todas são importantes: o debate político; a discussão dos problemas de cada comunidade. Hoje começou o Programa Eleitoral para os candidatos majoritários, para os vereadores começou ontem.

Disputa pela prefeitura de Palmas (cont)

Tenho, na capital do meu Estado – e estou participando da campanha – uma filha que é candidata a Prefeita. É a Deputada Luana, minha filha mais velha, candidata à Prefeita da nossa capital. Ela está em seu segundo mandato como Deputada Estadual. É uma pessoa muito aguerrida, muito determinada, muito querida. Numa aliança com o Partido dos Trabalhadores, com o PSB, que tem como vice o Professor Alan Barbiero, que é o Reitor da nossa Universidade Federal, que fez um brilhante trabalho na Universidade Federal do Tocantins. Veio se somar a ela e está numa caminhada na capital apresentando um belíssimo programa de governo.

Acho que essa disputa só engrandece o debate político, que é muito importante. V. Exª tem, inclusive, lá no seu Partido (o PP), senadora Ana Amélia, o empresário Carlos Amashta, que também disputa a eleição, bem como outros, entre eles, tambem o candidato do PV, Marcelo Lélis, e outros concorrentes. Os três disputam mais a frente nas pesquisas a eleição. Mas é claro que vou fazer de tudo para que Luana seja vencedora, vou dar tudo de mim, fazer tudo o que puder. Tenho dito sempre às pessoas que à Prefeitura só quero ajudar, prefeito já fui. Então, quero estar aqui em Brasília e levar recursos para ajudar lá na gestão. Espero que ela seja a vencedora da disputa. Mas é a população que tem de decidir.

Sabemos perfeitamente que a população é sábia e saberá escolher aquele que tem melhor programa de governo, o melhor para Palmas.

Portanto, venho aqui para fazer esses anúncios, essa cobrança, esse agradecimento ao Governo Federal dessa duplicação e das macro-drenagens, que esperamos que o Tocantins seja novamente contemplado mas acima de tudo dizer do momento político que o Brasil está vivendo, que é muito importante e faz parte da democracia.

Realmente, a nossa luta é para que a população possa ter mais moradia, mais saúde, porque a saúde não vai bem no nosso Estado e no Brasil inteiro não está boa e precisamos melhorar a saúde como um todo.

Então, temos que contribuir mas aquilo que estiver errado precisamos levar ao conhecimento das autoridades, do Governo Federal, e a gente fazer a nossa parte, para que as coisas possam melhorar cada vez mais, porque a vida da população precisa melhorar cada vez mais.

Obrigado Presidente.