Estado

Foto: Divulgação

O presidente da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Tocantins (Adpeto), Murilo da Costa Machado, participou da inauguração da nova sede da Defensoria Pública do Estado, realizada na manhã desta quinta-feira, 23, em Palmas. Segundo o defensor, não há nada mais relevante do que o sentimento da bandeira da defensoria estar ao lado da comunidade mais carente. “Queremos um futuro de prosperidade social para todos”, pontuou.  

Na presença de várias autoridades, entre elas o governador Siqueira Campos; o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo; o vice-presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), João Carlos Ferraz; a presidente do Tribunal de Justiça, Jaqueline Adorno, o defensor público geral, Marcello Tomaz de Souza; além de defensores públicos, servidores e populares, o presidente destacou ainda a importância da nova sede e parabenizou todos os defensores presente. “A Defensoria Pública surgiu com o propósito de diminuir as desigualdades sociais. O ponto de partida e o de chegada depende de cada um, e essa obra é um símbolo de tudo isso”, disse ele. 

Na oportunidade ele relembrou a atuação do defensor público-geral federal, Haman Tabosa de Moraes e Córdova, único defensor público a atuar no julgamento do mensalão.  “A exposição obtida vai no julgamento no Supremo Tribunal Federal (STF) com certeza vai fortalecer o nosso trabalho”, concluiu ele.

Para o defensor público geral, Marcello Tomaz de Souza a sede própria é um marco na consolidação e na autonomia da Defensoria Pública do Estado do Tocantins. É uma conquista da Instituição, mas, sobretudo, das pessoas carentes do nosso Estado que necessitam do acesso à Justiça. “Buscamos a excelência no atendimento, propiciando acesso à justiça integral e pública”, disse ele acrescentando que o Defensor Público é um agente político, com um compromisso que repudia a pobreza e as suas consequências, mas jamais despreza o pobre e afasta os seus. (Assessoria de Imprensa)