Polí­tica

Foto: Divulgação  Antônio Pessoa é o presidente regional do PTdoB Antônio Pessoa é o presidente regional do PTdoB

O PTdoB, partido do candidato a prefeito de Palmas, Fábio Ribeiro, vem enfrentando dificuldades no processo eleitoral de 2012. Com uma candidatura puro-sangue, ou seja, sem partidos coligados, Ribeiro tem visto seus aliados políticos se retirarem gradativamente. Em um primeiro momento, quatro pretensos candidatos a vereador desistiram do apoio. Agora, o candidato a vice-prefeito, Edi Cornelio da Silva, conhecido como Edi do Caldos e Caldos, retirou oficialmente sua candidatura, deixando Fábio Ribeiro sem muitas opções.  Nesta última terça-feira, 11, o então candidato a vice, encaminhou requerimento ao juiz da 29ª Zona Eleitoral, Marcelo Faccioni, pedindo o cancelamento da candidatura.

A situação do candidato do PTdoB ainda se complicou mais depois que o presidente regional do partido, Antônio Pessoa, o destituiu do cargo de presidente da comissão provisória metropolitana da sigla. Desta forma, Ribeiro fica impossibilitado de escolher um substituto para Edi. Fábio Ribeiro teve problema com os candidatos a vereador do seu partido que o questionaram publicamente por meio de carta aberta.

De acordo com o presidente estadual do partido, a medida foi tomada depois da veiculação de propaganda eleitoral, na qual o candidato Fábio Ribeiro, usando de um trecho editado de uma entrevista de Carlos Amastha, atacou o candidato do PP à Prefeitura de Palmas. “Em alguns momentos houveram problemas, onde o candidato (Fábio Ribeiro), em uma atitude isolada, decidiu atacar o candidato Amastha. E isso vai de encontro ao nosso projeto de campanha propositiva”, completou.

O agora ex-candidato a vice-prefeito fez coro com Pessoa e informou ao Conexão Tocantins que tomou a decisão depois que Fábio Ribeiro veiculou propaganda eleitoral na qual partiu para o ataque contra o candidato Carlos Amastha (PP). Edi frisou que a mudança de postura foi uma decisão isolada do candidato à prefeito pelo partido. "Nosso candidato começoou a tomar decisões sozinho, sem consultar o grupo", explicou.

O partido tem um prazo de dez dias para apresentar um substituto, antes que a Justiça Eleitoral anule a candidatura de Fábio Ribeiro. O candidato afirmou que já encaminhou solicitação ao diretório nacional do partido, a fim de garantir sua permanência na disputa eleitoral. “Se o diretório nacional for conivente com o que está acontecendo aqui, eu irei à público explicar toda esta situação”, disse.

Ribeiro, ao descrever os últimos acontecimentos dentro do PTdoB, chegou a falar em golpe dentro do partido. “Tudo leva a crer que isso é um golpe. Primeiro foram os quatro vereadores, agora foi o vice. Tudo está me pressionando para retirar minha candidatura”, reforçou.

Reunião do Diretório

Antônio Pessoa, no entanto, frisou que não será necessária intervenção do diretório nacional na situação do Tocantins. De acordo com ele, uma reunião de emergência deverá ser realizada ainda nesta semana para tratar da substituição de Edi do Caldos e Caldos. “Possivelmente amanhã nós reuniremos o diretório metropolitano e poderemos indicar um candidato a vice-prefeito”, salientou.

O presidente, quando questionado se já haveriam nomes disponíveis, no entanto, foi evasivo e disse que pretende se posicionar somente depois do encontro do diretório. “Até lá, isso fica gerando muita especulação”, ponderou.