Saúde

Foto: Divulgação Higiene das mãos pode evitar contaminação Higiene das mãos pode evitar contaminação

A Secretaria Municipal da Saúde de Palmas (Semus), através do Centro de Investigações Estratégicas de Vigilância em Saúde (Cievs), emite Boletim de Alerta com recomendações para a população e viajantes para o risco de contágio de meningite depois de identificado surto da doença no estado do Maranhão, na divisa nordeste do estado do Tocantins.

Os principais sinais da doença, que é transmitida pelas vias aéreas, são: dor de cabeça forte, febre alto de aparecimento súbito, rigidez de nuca, alterações do estado mental (como irritação e sonolência), náuseas e vômitos em jatos, manchas roxas no corpo semelhantes a machucados, erupções e pontos vermelhos na pele e sensibilidade à luz (fotofobia).

A recomendação da Semus é evitar permanecer em locais com grande aglomeração de pessoas, o que pode favorecer a transmissão da doença, assim como buscar ambientes ventilados e higienizados e, principalmente, lavar as mãos com frequência. É necessária atenção redobrada entre as pessoas que estão em trânsito indo ou retornando para o estado do Maranhão.

Doença infecciosa causada por vírus ou bactéria, a meningite é uma inflamação que afeta as meninges, membranas que protegem o sistema nervoso central. A doença tem tratamento e o diagnóstico precoce é fundamental para evitar o agravamento da doença, que pode deixar sequelas.

Plantão

Ao surgimento dos primeiros sintomas, a recomendação é se dirigir à Unidade de Saúde mais próxima para a avaliação de um profissional de saúde. Após às 18 horas ou nos fins de semana, a orientação é procurar as Unidades de Pronto Atendimento Norte ou Sul, que atendem casos de urgência e emergência 24 horas por dia. A Unidade de Resposta Rápida (URR) da Semus também permanece em plantão 24 horas para receber de unidades hospitalares e profissionais de saúde notificações de casos suspeitos da doença através do telefone 0800-644-5030. (Ascom Semus)