Polí­tica

No último bloco do debate realizado pela TVE Tocantins na noite desta segunda-feira, os candidatos presentes tiveram dois minutos para as considerações finais.O debate não teve polêmicas.

O primeiro a falar foi Professor Adail do PSDC que insistiu no voto de protesto. “ Vamos protestar com a mudança de verdade”, incitou. O candidato disse ainda que está indignado com pessoas que se fazem de vítima. “ Eu não tenho preconceito com as pessoas que vieram da Colômbia”, disse afirmando que não tem a intenção de denegrir ninguém. Adail criticou veemente a ausência de Amastha.

Em seguida quem pediu apoio dos eleitores foi Fábio Ribeiro do PTdoB que parabenizou a emissora pela realização do debate. “ Eu quero pedir o voto de confiança para que cada palmense não faça com o seu voto o que a gente faz com a descarga na nossa casa”, finalizou.

Nas suas considerações Luana Ribeiro do PR ressaltou que a população elogiou suas propostas. “Estou pronta e preparada. Mais do que caneta eu quero representar você cidadão”, salientou. A candidata também lamentou a ausência do candidato do PP.

Dr. Luciano criticou os altos gastos em campanhas eleitorais. “Quem gasta  milhões não pode ter compromisso”, criticou dizendo que não recebeu dinheiro de ninguém. Abelardo do PSOL na sua fala disse que não é candidato do governo nem da prefeitura e disse ser especialista em gestão. “ Se for para protestar vote Abelardo”, disse pedindo voto dos eleitores.

O candidato Marcelo Lelis (PV) disse que seu projeto não é fantasioso. “Quero dizer ao povo que somos simples mas somos inteligente, ordeiro, trabalhador e nós damos conta do recado. Não há nenhuma dificuldade nisso”, frisou dizendo que se preparou ao longo dos anos para ser o prefeito da capital.

Logo em seguida o debate foi encerrado.