Polí­tica

Foi aprovado, durante a sessão da manhã desta quarta-feira, 10, na Assembleia Legislativa, o requerimento solicitando o convite do secretário Estadual de Minas e Energia, Rogério Villasboas Teixeira de Carvalho, para esclarecer sobre a intervenção federal pela qual passa a Companhia Elétrica do Tocantins (Celtins). 

A solicitação do deputado, inicialmente, era uma convocação. Contudo, após um pedido do deputado Freire Júnior (PSDB), foi transformada em um convite. “Sendo feito o convite e ele não vindo, aí sim partimos para a convocação”, disse.

De acordo com o deputado do PSDB, é preciso que o secretário compareça à Casa de Leis para apresentar as causas que levaram a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a intervir na administração da empresa responsável pela distribuição de energia elétrica no Tocantins. “Temos que saber as razões pelas quais a Celtins chegou a dever quase meio bilhão de reais”, informou.

Intervenção

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou, no dia 31 de agosto, a intervenção na Celtins e em mais outras sete empresas ligadas ao grupo Rede Energia, com base no acúmulo de dívidas das empresas. Desde então, a Celtins vem sendo administrada pelo interventor indicado pela Aneel.