Polí­tica

Foto: Divulgação

A deputada federal Dorinha Seabra Rezende (DEM) recebeu, na manhã desta quarta-feira, 17, a aluna Ana Carolinne Silva, do oitavo ano da Escola Estadual Raimundo Alencar Leão, de Guaraí. A estudante teve o seu projeto selecionado para participar do projeto Câmara Mirim, da Câmara dos Deputados.
O projeto de Ana Carolinne garante o direito de pais se ausentarem do trabalho para ir à escola mediante convocação da unidade de ensino.

A ideia de apresentar essa proposta ao programa da Câmara Federal, segundo Ana Carolinne, partiu das várias reclamações de colegas sobre a dificuldade de ter os pais participando das reuniões de escola. “Muitos colegas reclamam dessa dificuldade e nós pensamos que, se os pais participam mais da vida dos filhos na escola, eles aprendem mais, se sentem mais seguros e contribui até para aumentar a nota do Ideb do colégio”, disse a estudante.

O professor Ailto Barros, que estimulou a participação da estudante no programa, ressaltou que esse tipo de incentivo, além de ser importante para a escola, contribui para que o estudante se sinta capaz de fazer algo importante e a proposta apresentada por Ana Carolinne é uma deficiência que acontece em todo o Brasil. “Como conhecedor de causa, a participação de pais na escola é fundamental. A própria Constituição Federal cita que a educação é dever do Estado e da família e queremos que o cumprimento dessa obrigação seja reforçado”, disse.

A gestora da escola Maria Francisca da Silva Lima disse que seria uma grande honra a deputada adotar o projeto. “As escolas têm confiança no trabalho da Professora Dorinha e temos certeza de que a proposta, adotada pela deputada, irá contribuir para o desenvolvimento dos estudantes dentro das unidades de ensino”, afirmou.

Professora Dorinha parabenizou a iniciativa da estudante e disse achar a proposta bastante interessante, uma vez que a participação dos pais na vida escolar do filho faz toda a diferença. A parlamentar é relatora de um Projeto de Lei de autoria do senador Cristóvam Buarque (PDT) que inclui nas condicionalidades do Bolsa Família a participação dos pais em reuniões escolares bimestrais. “Muitas vezes os pais querem participar das reuniões, mas por causa do trabalho, acabam sendo impedidos e a legislação pode ajudar e mudar essa realidade”, disse.

Sobre o programa Câmara Mirim

A 7ª edição do Câmara Mirim, promovido pelo Plenarinho, reunirá crianças de todo o Brasil nesta quinta-feira (18) no Plenário da Câmara dos Deputados. Eles vão discutir e votar três projetos de lei selecionados entre as mais de 700 propostas inscritas neste ano, todas elaboradas por estudantes de 7 a 14 anos.

As três propostas que serão analisadas foram apresentadas por Gabriel Garcia Gomes Salles Teixeira, aluno do 7º ano da colégio Bernoulli, de Belo Horizonte (MG); Mayara Ferreira Bezerra, aluna do 9º ano da escola Deputado Joaquim de Figueiredo Correia, de Iracema (CE); e Ana Carolinne da Silva, aluna do 8º ano do colégio estadual Raimundo Alencar Leão, de Guaraí (TO).

Gabriel propôs que os todos os agricultores informem ao consumidor o nome do agrotóxico e do adubo tóxico usado no plantio. Já o projeto de Mayara obriga os pais a tirarem carteira de identidade para os filhos a partir de 6 meses de idade. A ideia é facilitar a identificação das crianças e diminuir os casos de desaparecimento. E Ana Carolinne quer assegurar o direito de os pais faltarem ao trabalho para participarem das reuniões escolares.(Com informações da Assessoria)