Polí­tica

Foto: Divulgação

Os vereadores novatos da Câmara de Palmas vão se encontrar  nesta segunda-feira, 29, para começar a discutir sobre a eleição da mesa diretora e também sobre a formação de um bloco de partidos com a intenção de discutir os principais assuntos da cidade. A informação é do vereador eleito do PMDB, Rogério Freitas, que foi o mais votado.Além de Freitas, o vereador José do Lago Folha (PTN) já declarou intenção de disputar a presidência da Casa mas outros vereadores também tentam articular apoios para a disputa. " No momento, todos os 19 vereadores são candidatos", comentou.

“Temos um compromisso hoje para discutir estes assuntos”, revelou ao Conexão Tocantins. Sobre a formação de um bloco partidário que seria para dar sustentação à nova gestão em Palmas, Freitas explica que a intenção não é formar uma base para o prefeito eleito, Carlos Amastha (PP). “ Vai ser um grupo que discutirá a mesa diretora”, salientou.

O PMDB pode integrar o grupo, segundo Rogério. “ Existe essa possibilidade porque nossa intenção não é inviabilizar a cidade”, frisou. O PMDB, que tem a maior bancada de vereadores para a próxima legislatura, foi eleito na base de oposição à próxima gestão da capital mas diz estar aberto ao diálogo. “ É uma oposição que não quer inviabilizar Palmas e sim fazer com que o parlamento seja visto e respeitado. Não temos problema com ninguém mas fomos eleitos do lado oposto do prefeito”, pontuou.

A articulação política de Amastha já começa a formar uma base de apoio ao novo gestor. Vereadores eleitos que são da base do prefeito Raul Filho (PT) e do senador João Ribeiro (PR), por exemplo, já deram indicativo de que vão dar sustentação à nova administração da capital.