Campo

Foto: Divulgação

Começa nesta quinta-feira, 1º de novembro, em todo o Estado do Tocantins, a segunda etapa da campanha contra Febre Aftosa. O objetivo é vacinar cerca de 4,5 milhões de bovinos e bubalinos com idade inferior a 24 meses,declarados na primeira campanha no mês de maio.

A Adapec – Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins, órgão estadual responsável pelo controle da sanidade dos animais, informa que o período de vacinação é do dia 1º a 30 de novembro. E os produtores rurais deverão procurar as casas agropecuárias devidamente regularizadas, para aquisição da vacina que devem ser conservadas em uma temperatura entre 2º a 8° centígrados. Depois de vacinar os animais, o produtor deve procurar as unidades de serviço da Adapec para fazer a declaração vacinal em até 10 dias após o ato.

Para o presidente da Adapec, Marcelo Aguiar Inocente, o Tocantins mantém um rígido controle de vacinação contra febre aftosa alcançando nos últimos anos os melhores índices vacinal, isso possibilita ao Estado, a busca do status de livre da febre aftosa sem vacinação.

Graças ao status de livre da febre aftosa com vacinação, conquistado pelo Tocantins nestes 15 anos, o Estado vem aumentando a cada ano o número de abate de animais, e consequentemente a exportação para 130 países.

Com um rebanho de 8 milhões de bovídeos, e um grande potencial na produção de carne e derivados, os frigoríficos sob o Serviço de Inspeção Federal registraram abate em 2009 de 696.969 animais, 2010 este número foi de 781.555, em 2011 foram 915.649 e até setembro de 2012 já foram registrados abate de 671.293 animais.

Já a produção de carne exportada chegou a mais de 24 mil toneladas em 2011, e até setembro de 2012, este número já ultrapassou 22,5 mil toneladas.

O lançamento oficial da segunda etapa da campanha será realizado no município de Gurupi, no próximo dia 07 de novembro, às 10h, na Fazenda Estância Vale do Sol, na BR 242, sentido Gurupi - Peixe.

Multas

Quem deixar de vacinar os animais estará sujeito à multa de R$ 5,32 por animal e 127,69 por propriedade não declarada. E, ficará impendido de emitir a GTA – Guia de Trânsito Animal. (Assessoria de Imprensa)