Campo

Foto: Juliano Ribeiro

A Seagro – Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, por meio da Superintendência de Assentamentos e Agricultura Familiar inicia nesta segunda-feira, dia 05, uma série de reuniões com os agricultores familiares do Estado para orientar sobre adesão à renegociação das dívidas do PNCF – Programa Nacional do Crédito Fundiário. Nas atividades, três equipes de técnicos visitam os agricultores de 23 unidades produtivas, em 11 municípios do Estado, atendendo um total de 555 agricultores familiares. As visitas serão realizadas até dia 10.

Neste primeiro momento, os municípios atendidos serão dos territórios do Bico do Papagaio, do Sudeste e do Médio-Araguaia. Em outra etapa será a vez dos produtores rurais do território da APA – Área de Preservação Ambiental do Cantão, nos dias 19 a 23 de novembro, receberem as informações.  

Segundo o coordenador de crédito fundiário dos Assentamentos, José das Crianças da Costa, é importante que os agricultores façam a adesão para esta renegociação. “Assim, eles poderão ficar adimplentes e adquirir novas aquisições de financiamentos. Além disso, o Governo Federal deve anunciar, em breve, um novo pacote de medidas para facilitar as negociações dos agricultores com os agentes financeiros”, esclareceu.

Costa informa ainda que as visitas a campo têm como objetivo esclarecer os produtores da importância da adesão. “Estes esclarecimentos junto aos agricultores vêm surtindo efeitos positivos. De 2011 para 2012, houve um aumento de adesão dos produtores em torno de 7%”, disse acrescentando que para os agricultor obter mais informações devem procurar a UTE – Unidade Técnica Estadual na sede da Secretaria da Agricultura.

Renegociação

O MDA – Ministério do Desenvolvimento Agrário - prorrogou, no final de outubro, para até 28 de março de 2013 o prazo para renegociação das dívidas, que terminaria em 30 de setembro deste ano. A Superintendência alerta aos agricultores familiares que estão inadimplentes com o Banco da Terra e com o Crédito Fundiário que façam a renegociação dos débitos, o quanto antes, para que não sejam prejudicados.