Estado

Foto: Elson Caldas Governador deve retornar no mesmo dia ao Brasil Governador deve retornar no mesmo dia ao Brasil

O governador Siqueira Campos embarca no próximo dia 17 para Londres, Inglaterra, onde assina contrato de empréstimo com o banco Bilbao Viscaya e Deutsch Bank no dia 19, segunda-feira. O governador deve retornar no mesmo dia ao Brasil. Antes mesmo de assumir o atual governo, Siqueira Campos empreendeu viagem internacional (ao Japão) em busca de financiamentos para a infraestrutura do Estado. Foi também ao Uruguai e à Espanha e determinou aos secretários de Estado que fizessem o mesmo.

Os resultados começam a se concretizar, segundo a Secretaria Estadual da Comunicação. No caso presente, a realização de obras que contribuirão para o escoamento da produção e melhorarão o acesso às regiões industrializadas do Tocantins está garantida com a aprovação do PIER - Projeto de Infraestrutura Rodoviária, que fará um investimento total de US$ 168 milhões. O empréstimo contratado junto ao Bilbao Viscaya e Deutsch Bank é de US$ 143,91 milhões com US$ 25 milhões de contrapartida do Governo do Estado. A aplicação dos recursos que tiveram a contratação aprovada pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado na semana passada já está definida.

Segundo o secretário da Infraestrutura, Alexandre Ubaldo, serão construídas 15 pontes e pavimentação dos trechos: TO-130 (entre Santa Tereza e Ponte Alta do Tocantins), TO-239 (entre Itapiratins e Itacajá), TO-020 (entre Recursolândia e Campos Lindos) e TO-425 (entre o povoado de Bielândia e Barra do Ouro).

Ainda segundo Ubaldo, os recursos, de certa forma já estão sendo aplicados, devido a preocupação do governador Siqueira Campos, com algumas obras. “Já aplicamos 50% da contrapartida que o Estado tem compromisso no contrato, ou seja, R$ 25 milhões que foram investidos nas obras de malha viária entre Santa Tereza a Ponte Alta e de Ponte Alta a Pindorama, que ficarão prontas ainda este ano”, afirmou o secretário, acrescentando que a ponte de Barra do Ouro também está no projeto e a obra já foi concluída.

Para as demais obras, o Governo vai emitir ordem de serviço para o trechos de Recursolândia a Campos Lindos, com cerca de 128 km. “Esta obra será executada por duas empresas, devido à urgência, por ser aquela região rica em produção de soja e consequentemente com muito movimento. Outro quesito de pressa é a contribuição que a obra dará à ponte de Barra do Ouro, fazendo uma integração”, enfatizou o secretário.

Outro trecho que o Governo tem pressa em fazer, segundo o secretário, é de Itacajá a Recursolândia. “Esses trechos são priorizados de comum acordo com as secretarias da Agricultura e da Indústria e Comércio, conforme as regiões produtivas e de indústrias, porque elas nos trazem impostos e geram empregos para a população”, afirmou.

Alexandre Ubaldo informou que o contrato para a liberação dos recursos será assinado pelo governador Siqueira Campos no próximo dia 19, em Londres, Inglaterra. (Com informações da Secom)