Polí­tica

Foto: Divulgação Ao lado de sua vice-prefeita, Laurez Moreira comemora eleição em Gurupi Ao lado de sua vice-prefeita, Laurez Moreira comemora eleição em Gurupi

De acordo com a apresentação das contas junto à justiça eleitoral, o prefeito eleito em Gurupi, Laurez Moreira (PSB), gastou um total de R$ 847.136,07 em sua campanha. Pouco mais da metade deste montante, de acordo com  a prestação de contas do novo prefeito da cidade-polo do sul tocantinense foi gasto com despesas de pessoal. O restante, Laurez pagou a agências de publicidade, carros de som, produção de propaganda em rádio e TV, material impresso.

Levando em consideração a votação final no dia 7 de outubro, quando Moreira obteve 22.350 votos, o prefeito eleito de Gurupi precisou gastar cerca de R$ 37,90 por cada voto. Seu concorrente no pleito, o pevista Mauro Carlesse, ainda não possui dados disponíveis para consulta no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Câmara

Já na Câmara de Vereadores, foram 13 novos eleitos para assumir em fevereiro de 2013. Dos novos parlamentares, um fato curioso: os maiores gastos por voto ficaram com os candidatos eleitos que foram menos votados.

O vereador mais votado no pleito deste ano em Gurupi foi Walter Barroso (PSDB), com 1.566 votos, totalizando um gasto médio de R$ 10,11 por voto recebido. Já Francisco Assis de Macedo (PMDB), que recebeu somente 882 votos, gastou, em média, R$ 37,79 por cada eleitor. Na segunda colocação de gastos por voto, a vereadora eleita Marilis Fernandes (PDT) precisou “desembolsar” R$ 28,60 por cada voto recebido.

Já a rabeira dos valores gastos por cada voto computado, o vereador reeleito Jonas Barros (PV), de acordo com suas despesas de campanha, registrou R$ 4,28 para cada voto recebido, seguido de Gleydson Nato Pereira (PRTB), com R$ 5,40 em média.