Cursos & Concursos

Foto: Divulgação

As empresas Consulplan  e a Empresa de Seleção Pública e Privada (ESPP) estão classificadas para a próxima etapa da licitação do certame da Polícia Militar no Tocantins. Os envelopes foram abertos nesta segunda-feira, 19, e as duas empresas vão apresentar agora a proposta financeira.As empresas são de Minas Gerais e São Paulo, respectivamente.

A mesma empresa que realizou o certame do Quadro Geral do Estado, Assessoria em Organização de Concurso Público (AOCP) também demonstrou interesse em realizar o certame da PM mas foi desclassificada por falta de certidão que comprove a capacidade técnica.A empresa poderá recorrer da desclassificação.

O concurso deve oferecer cerca de 300 vagas para soldados da Polícia Militar que serão distribuídos por todo o Estado. O presidente da Comissão do concurso é o tenente-coronel Jaison Veras Barbosa.

A PM ainda não informou quando o edital deve ser lançado mas há previsão de que isso ocorra ainda este ano.O salário inicial para os novos soldados será de mais de R$ 3 mil.