Polí­tica

Foto: Waldemir Barreto

Ao presidir o Senado na tarde desta segunda-feira, 26, e ouvir referências aos fatos e prisões ocorridos no final de semana em escândalo envolvendo servidores de órgãos federais em fraude de pareceres, o senador João Costa (PPL/TO) afirmou ser preciso fazer justiça à presidente Dilma Rousseff.

“A presidente Dilma tem sido impecável na difícil tarefa de combater a corrupção, os criminosos e o desvio de recursos e dinheiro públicos”, pontuou. Em outro momento da sessão, o senador afirmou, ainda, esperar, em conjunto com todos os brasileiros, que “estes fatos sejam pontuais e isolados e que não tenham força para macular a imagem, a honra e o decoro do governo e de seus agentes públicos”.

Ao se referir à atuação das autoridades no episódio, que resultou na exoneração de servidores por determinação da presidente Dilma, o senador João Costa consignou: “não posso deixar de registrar a independência e a imparcialidade das autoridades constituídas – Poder Judiciário, Ministério Público e Polícia Federal – na apuração dos fatos mencionados no pronunciamento do senador Álvaro Dias (que pontuou sobre o assunto em discurso na sessão do Senado).  (Assessoria de Imprensa)