Polí­tica

Foto: Divulgação

O presidente da Frente Parlamentar da Educação Profissional e Ensino a Distância da Câmara, deputado federal Ângelo Agnolin (PDT), apresentou Projeto de Lei (4759/2012) que prevê instituir o dia 27 de Novembro, o Dia Nacional do Ensino à Distância. Em plenário nesta terça-feira, 27, o parlamentar apresentou a proposta a Casa e destacou os últimos números do Censo que avalia o desempenho do sistema em todo País.

Em seu pronunciamento, Agnolin afirmou que a Educação a Distância tem gerado transformações positivas, cujo impacto é visto principalmente entre as regiões onde a educação presencial ainda é incipiente. Entre 2010 e 2011, elencou, as matrículas dos cursos de educação a distância cresceram 58% no Brasil, conforme relatório da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED).

Conforme Agnolin, esse crescimento já era visto no último Censo da Educação Superior, do Ministério da Educação, onde a modalidade aparece respondendo por 14,7% do total das matrículas de graduação no país. “Nesse ritmo de crescimento é possível analisar que a modalidade acelera em níveis de qualidade”, pontuou.

Agnolin também explicou que o desempenho dos alunos graduados em EAD superaram os resultados dos alunos oriundos dos cursos presenciais, conforme revela o “Censo EAD/BR – Relatório Analítico da Aprendizagem a Distância no Brasil 2012”, realizado também pela ABED. “A verdade é que as novas tecnologias favoreceram bastante a educação nos últimos anos. Já não se estuda mais pelo correio e os recursos multimídia estão cada vez mais presentes no ambiente acadêmico”, argumentou.

“Temos uma tarefa grandiosa pela frente. E temos também muita determinação para enfrentá-la. É o momento de o Brasil buscar alternativas para que as pessoas cresçam, evoluam e garantam seu próprio sustento; que os jovens se alimentem de conhecimento, e que a educação possa saciar a fome de igualdade e esperança do povo brasileiro. Que esta data possa ser comemorada nos próximos anos, com resultados ainda mais frutuosos e com a plena convicção de que estamos no caminho certo”, finalizou. (Assessoria de Imprensa)