Palmas

Foto: Divulgação

O aluguel da Câmara de Palmas deverá ser reajustado para a nova legislativa e pode chegar a R$ 100 mil mensal. A informação foi confirmada pelo vice-presidente da Casa de Leis, vereador José do Lago Folha Filho (PTN) ao Conexão Tocantins nesta terça-feira, 4. “A perspectiva é que chegue a esse valor”, admitiu. A cobrança do aluguel é feita por m². O maior desafio da Casa de Leis é conseguir construir a sede própria.

Atualmente a Câmara paga mais de R$ 60 mil por mês no aluguel do prédio que fica na Avenida Teotônio Segurado. A definição com relação ao novo valor do aluguel deverá ser feita já com o novo presidente que deverá ser eleito.

Para abrigar os dezenove vereadores que ingressarão na próxima legislatura o proprietário do prédio está aumentando a estrutura e promete entregar a obra até o dia 31 deste mês, segundo informou Folha Filho. Atualmente a Câmara de Palmas conta com 12 vereadores.

A parte administrativa da Câmara deverá funcionar na estrutura que está sendo finalizada no prédio. O próximo presidente deverá também comprar o mobiliário para os novos gabinetes.

O orçamento previsto para a Câmara em 2013 é de R$ 23.300.000 segundo o prefeito Raul Filho destinou na peça orçamentária que começará a tramitar nesta terça-feira na Casa de Leis do município.

Um vereador em Palmas recebe um salário de R$ 10 mil, outros R$ 20 mil para gasto com servidores e mais R$ 10 mil para custear outras despesas de gabinete. A Câmara deve definir ainda como será a divisão dos gastos já com o aumento das vagas. A adequação orçamentária poderá ser feita apenas na próxima legislatura.

O presidente da Câmara, Ivory de Lira (PT) foi procurado várias vezes para dar mais detalhes sobre o assunto mas não atende as chamadas no telefone celular. O contato foi feito também através de sua assessoria de imprensa que não passou as informações solicitadas.