Estado

Foto: Divulgação

A pasta da Segurança Pública terá um corte de mais de R$ 100 mil no orçamento para o ano de 2013, segundo a previsão orçamentária proposta pelo governo e que tramita na Assembleia Legislativa.  Para 2013 o proposto é R$ 213.847.302 sendo que ano passado o orçamento aprovado foi de R$ 314,2 milhões. O orçamento total do Estado para 2013 é previsto em mais de R$ 7,9 bilhões. A peça deve ser aprovada no final do mês mas pode ter algumas alterações.

O orçamento proposto para a Secretaria Estadual da Infra-Estrutura em 2013 também teve queda no valor e deverá ser de R$ 532.427.734 sendo que em 2012 a pasta teve em caixa R$ 590.104.774,00.  A Secretaria do Trabalho e Assistência Social teve em 2012 o valor de R$ 27.484.116,00 e para 2013 a previsão orçamentária é de R$ 22.796.484. A Educação também teve uma leve queda no repasse: deve passar de R$ R$ 1.076.717.267,00, que foi previsto para ser executado este ano, para R$ 1.043.422.434 em 2013. A pasta da Habitação também teve queda.

A pasta da Administração, comandada por Lúcio Mascarenhas, teve também queda no repasse e deve passar de R$ 56.055.535,00 em 2012 para R$ 35.725.191 no próximo ano.

A Cultura que foi uma das pastas no ano passado com menor orçamento continua com os repasses em queda. Este ano deve receber R$ 4.435.305 sendo que ano passado o valor foi R$ R$ 5.047.901,00.

A pasta das Relações Institucionais, comandada por Eduardo Siqueira Campos deverá ter o menor orçamento dentre as pastas em 2013. O previsto é R$ 1.315.476.

Aumento

A pasta da Saúde é a que terá maior recursos para 2013 seguida pela Educação. A previsão é de R$ 1,32 bilhão. O Orçamento da Sesau é gerido pelo Fundo Estadual da Saúde, órgão da administração indireta. Em 2012 a Saúde teve a Saúde, que recebeu mais de R$ 1,2 bilhão.

Outras pastas também aumentaram como é o caso da pasta de Agricultura que deve ter em 2013 um montante de R$ 160.210.741. Em 2012 o repasse foi de R$ 125.324.737,00.