Palmas

Foto: Divulgação

O orçamento do próximo ano da Prefeitura de Palmas deverá receber mais de 40 emendas por parte dos vereadores da atual legislatura, segundo estimou o relator da matéria Valdemar Júnior (PSD) ao Conexão Tocantins nesta sexta-feira,14.“Pelo que senti junto aos vereadores acredito que teremos mais de 40 emendas”, disse. As emendas parlamentares são as indicações de obras no valor máximo de R$ 600 mil para todos os 12 atuais parlamentares.

Os vereadores poderão ainda destinar valores para ajudar eventos e instituições da capital. O prazo para apresentação de emendas vai até o dia 15 quando se encerra o ano legislativo da casa de leis.

Alterações

Com relação ás alterações que a Comissão de transição do prefeito eleito Carlos Amastha (PP) solicitou no orçamento Valdemar conta que a comissão de finanças da Câmara vai apresentar emenda alterando  de 30% para 50%  a margem de remanejamento do orçamento. “ O prefeito tendo essa possibilidade dos 50% não precisará pedir autorização da Câmara para suplementação. É natural”, frisou. Ele conta que o atual prefeito Raul Filho tinha margem de 30% mas chegou a trabalhar com 50% incluindo os créditos suplementares. O relator citou ainda que alguns ex-governadores do Estado trabalharam com margem de 40%.

O prefeito eleito fez um acordo com a Câmara e vai destinar R$ 1, 5 milhão para construção da sede própria da casa de leis. O mesmo valor deverá ser destinado também no orçamento do próximo ano. Atualmente a Câmara paga aluguel de R$ 60 mil mensal no prédio. O valor pode saltar para R$ 100 mil em razão da construção do anexo para abrigar a parte administrativa da Casa.