Palmas

Foto: Divulgação

Com o compromisso de utilizar os recursos em ampliação e modernização na infraestrutura e aquisição de novos equipamentos para a Associação Beneficente Mefibosete (Casa de Recuperação Leão de Judá), o pastor Manoel Albuquerque, recebeu na manhã desta sexta-feira, 1 de fevereiro, os R$ 14.263,06 provenientes do primeiro salário líquido do prefeito Carlos Amastha. O termo de doação foi assinado no gabinete do Paço Municipal.

Pelo termo, a instituição se compromete a apresentar uma prestação de contas no prazo de 60 dias da utilização do valor. De acordo com o pastor Manoel, esse recurso será empregado prioritariamente para conclusão do espaço físico da Associação, que pretende aumentar o número de vagas ofertadas. O projeto é autorizado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Atualmente temos 22 pessoas internadas e com essa ampliação teremos mais 24 novas vagas. Temos 250 metros quadrados de cobertura para habitação e mais 250 metros quadrados de construção para as oficinas. Nosso forte é a marcenaria e serralheria, com destaque para a fábrica de vassouras a partir garrafas pet, de sacolas cuja matéria prima é jornal e torres metálicas para comunicação”, ressalta.

A entidade Leão de Judá atua no tratamento e recuperação de dependentes químicos. Estas pessoas podem permanecer no local por um ano. Como a maior parte dos internos não tem condições financeiras para o tratamento, a manutenção da entidade se dá por meio da comercialização dos produtos fabricados pelos próprios internos.

Na oportunidade, o pastor Manoel aproveitou para falar sobre um futuro termo de cooperação entre a Prefeitura e a instituição beneficente. Amastha esclareceu que o compromisso de doação de seu salário é uma decisão pessoal dele e o orientou a procurar a Secretaria de Desenvolvimento Social para apresentar seus projetos.

“A secretaria está cadastrando essas instituições, pois queremos apoiar aquelas que fazem um trabalho sério. Do ponto de vista legal vamos receber os projetos que tenham uma métrica de qual o objetivo e de como vai ser usado o recurso. Serão firmados convênios, haverá auditoria e constatando o cumprimento, eles serão renovados.”

Amastha avaliou que trabalhou muito nesse primeiro mês de mandato e que seu salário foi mais que merecido. “Mas tenho certeza de que a Leão de Judá precisa muito mais do que eu e que fará um bom uso desse recurso e de forma justa”, salientou.

Com a doação do salário, o prefeito Carlos Amastha cumpre seu compromisso firmado durante campanha eleitoral e registrado em cartório. Além da entidade, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE-TO) e o Centro de Convivência dos Idosos também serão beneficiados. O repasse deverá acontecer nos próximos meses.