Polí­cia

Foto: Divulgação

Seis policiais militares acusados de formar um suposto grupo de extermínio em Gurupi, Sul do Estado foram denunciados criminalmente pela execução de cinco vítimas no Sul do Estado. A denúncia do Ministério Público Estadual foi aceita pela  juíza substituta da 2ª Vara Criminal de Gurupi, Gisele Pereira Assunção Veronezi. Os assassinatos ocorreram no final do mês de setembro do ano passado e todas as vítimas foram executadas com tiros na cabeça.

Os acusados, que terão 10 dias para apresentar defesa,  são Héber Cleber de Rezende, Elizabeth Pereira Dias Oliveira, José Alberto Sousa Abreu da Mata, Marcelo Guimarães Barros, Amarildo Cordeiro Duarte e Elpides de Oliveira Silva que integravam oComando de Operações Especiais (COE) e do Grupo de Operações com Cães (GOC) do 4º Batalhão da Polícia Militar (BPM) em Gurupi.

Os policiais estão presos no Quartel do Comando Geral e podem pegar pena de 30 anos de prisão se forem condenados.Após o prazo de 10 dias para a defesa será marcado o julgamento.

Na Ação Civil pública apresentada pelo MPE as acusações são de  homicídio qualificado e também abuso de autoridade.

No Comando os acusados respondem a processo administrativo e segundo o comandante Geral Luis Cláudio Benício as punições cabíveis serão tomadas caso se comprovem a formação do grupo de extermínio.