Campo

Foto: Divulgação

Um convenio firmado entre a Fundação Banco do Brasil e Associação de Desenvolvimentos e Preservação dos Rios Araguaia Tocantins, beneficiará 50 famílias reassentadas a partir da construção das Usinas hidroelétricas na Bacia do Rio Tocantins. Do total serão 25 famílias reassentadas pela UHE – Lajeado e outras 25 pelas UHEs – Peixe Angical e São Salvador. As famílias pertencem ao Movimento dos Atingidos por Barragens.

Nos dias 29, 30 e 31 de janeiro de 2013, foi realizada no Reassentamento Piabanha I a capacitação das famílias beneficiárias, onde foi construída a primeira unidade dos PAIS –Produção Agroecologia Integrada. Já nos dias 05,06, e 07 de fevereiro outra foi realizada no Reassentamento São Francisco de Assis, em Porto Nacional. O encontro contou com a participação do gerente do Banco do Brasil de Palmeiropolis, e a oficina com a participação do Secretario da Agricultura de Porto Nacional.

Para o coordenador do projeto, Lucione de Souza Batista, a construção da Unidade do PAIS é um avanço na Produção de alimentos saudáveis para a soberania das famílias sendo mais uma geração de renda para as famílias beneficiarias.“É a promoção da soberania alimentar em regiões Atingidas por Barragens através da Tecnologia Social PAIS – Tocantins”, disse.

“É uma oportunidade a mais para nós agricultores que iremos produzir alimentos a partindo de princípios agroecologicos” afirma o Senhor Manoel Delpino um dos beneficiários do projeto.