Polí­tica

O deputado estadual Wanderlei Barbosa (PEN) foi á tribuna na Casa de leis nesta quinta-feira, 21, onde saiu em defesa do prefeito Carlos Amastha (PP) e negou que esteja interferindo na gestão da pasta da educação, comandada por sua irmã, Berenice Barbosa. “Não é verdade. Atendo no meu gabinete todos os dias. Todo perfil técnico terá de mim uma resposta e ira encaminhar as secretarias”, disse. Ele ainda completou: “Foi pra isso que o povo me colocou aqui pra isso o povo me elegeu”, afirmou.

O deputado negou informações de que estaria encaminhando servidores para ser nomeados na pasta. “Eu não vou me limitar. Não vou ficar aqui esperando as coisas, vou interceder. Não vou faltar ás pessoas que compreendem meu trabalho”, disse.

Sobre a informação o deputado apontou ainda que existe um fogo amigo no seu grupo. “ Este fogo amigo vamos apagar de maneira coerente. Quem não tem coragem de colocar a cara, não tem coragem de demonstrar são fracos”, disse.

Barbosa frisou ainda que ao contrário do que chegou a ser publicado num veículo de comunicação o prefeito não teria chamado os vereadores de bandidos. “ Tanto é que o prefeito procurou a Câmara não foi para se desculpar e sim para conversar com a relação”, frisou. O deputado apontou que há setores da mídia que querem atrapalhar a relação do prefeito com os vereadores. “ E deixam bem claro que querem atrapalhar”, completou.