Estado

Os trabalhadores de todo o Brasil reúnem-se amanhã, dia 6 de março, em Brasília, para a 7° Marcha das Centrais Sindicais e Movimentos Sociais. Os manifestantes vão se reunir na Esplanada dos Ministérios a partir das 9 horas com o objetivo conseguir melhores condições de trabalho. A Unidade Geral dos Trabalhadores (UGT) e todos os sindicatos de base farão parte do evento. A estimativa é que cerca de 30 mil pessoas participem da manifestação.

Segundo Célio Mascarenhas, presidente da UGT Tocantins, o objetivo da marcha é lutar por causas que defendam o trabalhador. “O intuito é beneficiar todos os trabalhadores e sensibilizar o Congresso Nacional para que o governo fique consciente de todas as nossas reivindicações cujo objetivo é proporcionar melhor qualidade de vida aos trabalhadores”, afirmou.

As reivindicações das Centrais Sindicais e Movimentos Sociais são para que todos os trabalhadores tenham a jornada de trabalho de 40 horas semanais sem redução de salário, pelo fim do fator previdenciário, pela igualdade de oportunidade entre homens e mulheres, para que seja destinado 10% do PIB à educação, pela reforma agrária, para que 10% do Orçamento da União sejam destinados à saúde, pela política de valorização do aposentado, para a ampliação do investimento público, para a correção da tabela do Imposto de Renda, entre outros objetivos.