Economia

Na amostragem do mês de fevereiro, a pesquisa que mede o Índice de Confiança do Empresário do Comércio em Palmas – ICEC, mostrou uma diminuição de 5,3 pontos, cerca de 3,9%, quando comparado a janeiro. Esse levantamento é realizado mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo – CNC, em parceria com a Fecomércio Tocantins.

O economista da CNC, Fabio Bentes, explica que o motivo para essa queda pode estar relacionado ao mercado. “Parte dessa menor confiança pode ser atribuída à natural desaceleração do nível de atividade setorial dos primeiros meses do ano. Entretanto, a comparação anual mostra que o ainda fraco nível de atividade econômica e a desaceleração do crescimento das vendas têm influenciado o grau de otimismo do setor e impedido a recuperação do nível de confiança observado até o primeiro semestre de 2011”, afirmou.

Já o presidente da Fecomércio Tocantins, Hugo de Carvalho, acredita na melhora do setor. “Apesar do PIB ter uma expectativa para 2013 menor do que a apresentada no final do ano passado, espero que a economia possa retomar o seu crescimento, e principalmente, que o setor do comércio posso reagir”, disse.

Já no próximo mês, a expectativa para a maioria dos empresários entrevistados é de que a economia melhore pouco (43,9%), que o comércio tenha uma melhoria maior em março (45%) e que a empresa melhore muito (56,8%).

Dos empresários entrevistados, 43,7% acreditam que a economia melhorou pouco em fevereiro e 38,9% que o setor do comércio apresentou uma pequena melhora. 67,8% das empresas pensam ter aumentado pouco o número de colaboradores em fevereiro e 21, 2% disse ter reduzido pouco o seu quadro de funcionários. O nível de investimento foi 52,8% pouco maior que janeiro. Já com relação ao estoque, 65,3% afirmam estar com o estoque adequado e 15,8%, acima do adequado. (Ascom Fecomércio)