Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado estadual Sargento Aragão (PPS) e o ex-vice-governador do Estado Paulo Sidnei (PPS), estiveram em Brasília nessa quarta-feira, 6. Na pauta da visita, estava a postura que o partido deve tomar no Estado. “Temos mais de dez anos de filiação. Se fosse para sair, seria ‘pela porta da frente’, até porque filiamos juntos”, afirmou Aragão.

 A reunião com a Executiva Nacional rendeu bons frutos a Aragão. Ele foi convidado pelo presidente nacional do partido, Roberto Freire, e pelo secretário-geral do partido, Rubens Bueno, para disputar o governo do Estado em 2014.  

 Agora, Aragão diz  que fará um projeto com direcionamentos ideológicos, pragmáticos e políticos do partido no Estado. Ele ainda descartou a possível saída do PPS: “Após esse convite, feito pela Nacional, vou lutar pelo partido”, disse.

 Entenda

A ida de Sargento Aragão e Paulo Sidnei a Brasília foi motivada em razão da união do PPS, através do presidente do Diretório no Tocantins, deputado estadual Eduardo do Dertins, com o governo do Estado. Dertins chegou a receber convite do governador Siqueira Campos (PSDB) para assumir a Coordenação Estadual das Políticas Públicas.

 A nomeação de Dertins na pasta chegou a ser publicada no Diário Oficial do Estado no dia 25 de fevereiro. Porém, o deputado recuou após Aragão apresentar um documento do PPS Nacional que determina que quando um presidente do partido, em qualquer esfera, assume um cargo em um governo, deve se afastar do comando da legenda. (Ascom)

Por: Redação

Tags: Eduardo do Dertins, PPS, Sargento Aragão