Economia

Foto: Divulgação

O crescimento econômico da capital mais nova do Brasil foi destaque no último domingo, 17, na Folha de São Paulo. Com o título “Empreendedores buscam oportunidades em Palmas (TO)”, a matéria nacional ressalta o crescimento da economia local em oito anos, de 2002 a 2010, que obteve um crescimento, em média de 13,82% ao ano, superando os índices do Tocantins (7,2%) e do Brasil (4%).

Ainda segundo a matéria, fortaleceram o desenvolvimento da capital setores como o da construção civil e de supermercados, que ajudaram a puxar a fila. Uma característica ao potencial de crescimento da economia local faz referência ao município por ter amplas áreas desocupadas e avenidas largas.

Outro ponto que é citado é o crescimento de empresas cadastradas, conforme apontou o último levantamento do IBGE por meio das "Estatísticas do Cadastro Central de Empresas". Em 2010, havia 6.503 empresas registradas em Palmas, um avanço de 41% em relação a 2006, que teve apenas 4.613 empresas registradas.

Desafios

Em outra matéria, correlacionada a anterior, “Falta de mão de obra qualificada é desafio em Palmas (TO)”, aponta o crescimento de Palmas e traz como consequência novos problemas, como a indisponibilidade de mão de obra. Uma das áreas afetadas é a construção civil, apontando que empresários buscam fora essa mão de obra qualificada.  “Não temos conseguido atender à demanda, mesmo havendo entidades que realizam essa capacitação”, frisa Paulo Tavares, do sindicato da indústria da construção.

Ainda conforme é citado na reportagem, de acordo com o Índice Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) de Desenvolvimento Municipal, Palmas figura no seleto grupo de municípios brasileiros em situação de "alto desenvolvimento". (Secom Palmas)