Educação

Foto: Divulgação

No quadro negro, as imagens se movimentam com o toque das mãos. A cena parece ser de um filme de ficção científica, mas está bem perto de se tornar realidade. Os recursos digitais vieram para ficar e também para revolucionar a prática pedagógica e, em breve, essa tecnologia já estará sendo utilizada nas escolas tocantinenses.

A Secretaria Estadual da Educação adquiriu 100 lousas digitais, por meio de licitação, com recursos do Tesouro Estadual. Cada uma custou R$ 14.050,00, com investimento total de R$ 1.405.000,00. O objetivo do Governo é dar continuidade ao estímulo à introdução da tecnologia digital e modernização tecnológica nas escolas públicas, a fim de facilitar o ensino e aprendizagem.

“As lousas digitais serão instaladas em Centros de Ensino Médio, em regiões estrategicamente selecionadas, pois servirão também de polos para formação continuada de servidores da Educação”, explicou o secretário estadual da Educação, Danilo de Melo.

MEC também distribuirá lousas 


O Ministério da Educação também adquiriu e está distribuindo lousas digitais para as escolas. Ao longo de 2013, 367 escolas da rede estadual vão receber os equipamentos por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). O programa é usado para complementar o Computador Interativo (Projetor Multimídia), entregue anteriormente às escolas. Os aparelhos são mais simples do que os adquiridos pela Seduc, cada um custou R$ 1,8 mil.

Esta ação, que integra o Programa Nacional de Tecnologia Educacional (ProInfo), é uma parceria entre o Governo Federal e Estadual.

A entrega será feita pelos Correios, por meio de funcionário devidamente identificado. O kit da lousa digital é composto pelos seguintes equipamentos: 01 receptor bluetooth com emparelhamento automático; 01 transmissor bluetooth com emparelhamento automático; 02 canetas digitais com alça para punho; 20 pontas sobressalentes para as canetas digitais com um guia de substituição; 01 cabo USB para carga das canetas digitais; 01 cabo USB para carga do receptor; 05 suportes metálicos para fixação do receptor; 10 faixas adesivas para fixação; 01 DVD de instalação; e 01 Guia rápido de instalação (impresso).

“A instalação da lousa digital é simples. Para o funcionamento é necessário que ela esteja conectada ao projetor multimídia, sendo que a superfície desse quadro torna-se sensível ao toque. Dessa forma, os professores poderão elaborar atividades interessantes e interativas para a educação. É uma motivação a mais para o aprendizado”, explicou o responsável pelo Departamento de Informação e Tecnologia da Educação, Joneidson Marinho Lustosa.

O responsável pela escola deverá assinar um aviso de recebimento atestando a entrega do equipamento. Esse procedimento garante ao MEC/FNDE que a lousa foi entregue corretamente. Junto à caixa do equipamento haverá um envelope plástico contendo uma carta com algumas orientações de como proceder no momento e após a entrega. Nesse mesmo envelope estará uma cópia da nota de remessa, essa documentação deverá ficar na escola e armazenada em local seguro. A cópia da nota servirá para solicitar atendimentos técnicos. (Ascom)