Esporte

A diretoria do Palmas Futebol e Regatas encaminhou nota de esclarecimento onde nega que membros do time tenham se envolvido em confusão que ocorreu no domingo, 31, no vestiário do Estádio Nilton Santos após jogo entre o Palmas e o Interporto. “No entanto, ao contrário do que foi noticiado, em nenhum momento, membros da diretoria ou do elenco do Palmas Futebol e Regatas se envolveram na confusão”, informa.

A diretoria repudiou qualquer ato de violência nos jogos, como ocorreu neste domingo e frisou que as partidas tem sido acompanhadas por muitos torcedores.

Veja a íntegra da nota:

Nota de Esclarecimento

A diretoria do Palmas Futebol e Regatas vem, por meio desta, prestar esclarecimentos à torcida, imprensa e sociedade palmense em geral, a respeito do incidente ocorrido nas proximidades do vestiário do estádio Nilton Santos, na noite deste domingo, 31.

Logo após o jogo, que terminou 1 a 0 para a equipe do Interporto, os atletas das duas equipes se dirigiram aos vestiários. Em seguida, um grupo de pessoas se dirigiu à porta dos vestiários, onde, por motivos que esta diretoria desconhece, teve início uma confusão envolvendo torcedores das duas equipes. No entanto, ao contrário do que foi noticiado, em nenhum momento, membros da diretoria ou do elenco do Palmas Futebol e Regatas se envolveram na confusão.

Muito além da vitória ou do sexto título estadual, o Palmas Futebol e Regatas busca nesta temporada resgatar a presença do torcedor no estádio. A média de público nos jogos em que o tricolor é mandante tem superado mil pessoas, sendo que no jogo de estréia, diante do Araguaína, quase três mil pessoas estiveram no estádio. O Palmas Futebol e Regatas quer a participação da família palmense no futebol, reforçando valores como respeito e paz. O clube repudia qualquer ato de violência e condena atitudes como as tomadas na noite de ontem.