Campo

Foto: Divulgação

            Residente no Tocantins há 17 anos, o produtor rural Fábio Ishikawa, que possui propriedade em Aparecida do Rio Negro, a 70 km de Palmas, onde cultiva soja, milho e cria gado, serviu de exemplo para que outros investidores japoneses tivessem interesse em se instalar no Estado. Na manhã desta sexta-feira, 3, o secretário executivo da Seagro – Secretaria da Agricultura e Pecuária, Ruiter Padua, recebeu um grupo de empresários nipônicos, intermediados por Ishikawa. A reunião aconteceu na sede da Seagro, em Palmas.

            O grupo liderado por Terutane Saita, empresário de Tóquio, objetiva trazer japoneses da região de Fukushima (Nordeste do Japão atingida por acidente com reator nuclear) para trabalharem com hortifrúti (hortaliças e frutas), principalmente e cultivo de folhosas. Saita seria responsável pelo investimento financeiro. “Aqui, no Tocantins, tudo que se cultivar tem mercado, especialmente na área de hortifrutigranjeiro, pois o que não for consumido internamente pode ser enviado para outros Estados”, ressaltou o diretor de Sustentabilidade no Agronegócio da Seagro, Corombert Leão de Oliveira.

            Padua apresentou aos investidores os potenciais agrícolas do Estado, nas mais diversas áreas, como fruticultura, silvicultura, piscicultura, pecuária, dentre outros. “O Tocantins tem mais de quatro milhões de hectares para serem irrigados, sendo um milhão na região de várzeas”, falou ao destacar o trabalho desenvolvido pelo Governo do Estado com a implantação e estruturação dos projetos de irrigação.

            Os japoneses destacaram que a intenção é aproveitar a área pouco explorada, gerar renda a essas famílias que estão desempregadas no Japão e contribuir para o crescimento do Tocantins. “Temos muita tecnologia pouco usada e que pode ser útil aqui”, disseram, acrescentando que “o fato de já haver japoneses trabalhando na região facilita a imigração de outras pessoas”.

            Também presente na reunião, o diretor da Sedecti - Secretaria do Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia e Inovação e Comércio do Estado, André Pugliese, destacou os incentivos fiscais oferecidos pelo Governo para atrair novos investidores, como os do programa Prologística. “Há até 75% de desconto nesta categoria e que beneficia também as empresas que prestam serviço para a indústria”, explicou.

Após a reunião na Seagro, o grupo seguiu visita ao Projeto de Fruticultura Irrigada São João, localizado em Porto Nacional.  Durante a tarde há uma reunião prevista com o governador do Estado, Siqueira Campos, no Palácio Araguaia, em Palmas.