Campo

Foto: Divulgação

A abertura oficial da primeira etapa da campanha de vacinação contra a febre aftosa ocorreu na manhã deste sábado, 4, na Fazenda Vale do Boi, em Carmolândia. Na cerimônia, também foi comemorado os 16 anos livre da febre aftosa com vacinação. “Temos grande orgulho de executar as ações de Defesa Agropecuária e darmos a nossa parcela de contribuição ao Tocantins ”, disse o presidente da Adapec – Agência de Defesa Agropecuária, durante a abertura.

O proprietário da fazenda, Epaminondas de Andrade, afirma que a sua criação é exclusivamente de gado nelore, em torno de 3,5 mil cabeças, e um programa de melhoramento genético com diversas premiações. Para chegar a este patamar Epaminondas relata que seguiu todas as normas estabelecidas pelas legislações federais e estaduais. “Somos dedicados, o solo para o gado é corrigido, o manejo é racional, porque temos o maior respeito pela criação. Nisso está incluído também a vacinação contra febre aftosa, pois qualquer imprevisto pode por em risco não só o meu rebanho, mas de todo Brasil”, destacou.

Durante o pronuciamento, o presidente da Adapec, Marcelo aguiar Inocente, ressaltou as ações executadas por todos da cadeia produtiva pecuária que fez do Tocantins um destaque nacional em produtos de qualidade. “Os produtores rurais estão de parabéns por terem entendido a importância de vacinar o rebanho. Tenho certeza que esta campanha será um sucesso”, acrescentando que o Estado está de braços abertos para receber rebanho de outros estados, desde que seja sanitariamente igualitário, como prevê o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Além disso, falou da importância dos convênios firmados com o Mapa em parceria com o governo do Estado que permitirá a aquisição de computadores e camionetes, entre outros.

Na oportunidade, o vice-presidente da Faet – Federação da Agricultura e Pecuária, Paulo Carneiro, afirmou que a instiuição fará doação de vacinas contra a febre aftosa aos sindicatos rurais do Estado e as cidades que não tem sindicatos, as doses serão enviadas para as prefeituras.

Em 2012 o Tocantins exportou 37 mil toneladas de carnes, produtos e subprodutos, num total de arrecadação de U$ 161,88 milhões de dólares. O superintendente Federal da Agricultura, Jalbas Aires Manduca, falou da importancia economica de estar livre da febre aftosa com vacinação e da luta da região Nordeste em busca da melhoraria do status sanitário. “Digo aos produtores, não vacilem, temos de manter nosso status, que foi uma conquista conseguida a duro sacrifício”, disse.

Para o secretário da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Jaime Café, a campanha será um sucesso, com o empenho de cada produtor tocantinense que faz e fará a sua parte. “Agradeço aos colaboradores da Adapec que tem feito seu papel de maneira extraordinária e do compromisso dos produtores rurais que estão engajados nesta luta”, disse. Na ocasião, o secretário anunciou a criação do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração da Adapec. “O governador Siqueira Campos determinou que até o final do mês a minuta esteja pronta e no momento adequado encaminhará a Assembleia Legislativa”.

O vice-governador do Estado, João Oliveira, enalteceu o comprometimento da Agência e a conscientização dos produtores rurais em manter o estado livre da febre aftosa. “É importante termos o apoio técnico, vigilante para nossos produtores poduzirem cada vez mais. A vacinação é a garantia da sanidade animal, por isso devemos colaborar com a garantia da saúde animal e da população”, disse.

Também participaram do evento, o prefeito de Carmolândia, Sebastião Bastin, o Secretário de Desenvolvimento Agrário e Regulação Fundiária, Irajá Abreu, o Deputado Estadual, Osires Damaso, a Deputada Estadual, Amália Santana, o prefeito de Araguaína, Ronaldo Dimas e demais autoridades.

Entrega de camionetes

Durante o evento, foi entregue 17 camionetes modelo L 200 triton em uma parceria entre o Mapa e o governo do Estado, por do convênio nº 771213 da área vegetal e convênio nº 771224 da área animal. Os carros servirão para fortalecer as ações de Defesa, Inspeção e Sanidade Animal e Vegetal em todo o Estado.

Campanha

A primeira etapa da campanha acontece entre os dias 1º e 31 de maio. Neste período todos os bovídeos devem receber a dose da vacina, indiferente da faixa etária.  Após vacinar o gado, o produtor tem até 10 dias para declarar o ato, nas unidades da Adapec, onde sua ficha cadastral é movimentada. É preciso levar a nota fiscal da vacina e a Carta-aviso com dados de todos os animais da propriedade.

Para produtor que deixar de vacinar a multa é de R$ 5,32 por cabeça de animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada. É importante ressaltar que a partir do dia 1º de maio, para emissão da GTA – Guia de Trânsito Animal é preciso comprovar a vacinação, pois o transporte ilegal sem a guia gera ao produtor multa de R$ 42,56 por cabeça de animal e R$ 127,69 ao transportador, além das sanções previstas na Lei.