Polí­tica

Foto: Divulgação

Num tom de consenso o PMDB decidiu fazer as eleições para o novo diretório no dia 9 de junho. Uma reunião foi realizada na noite desta segunda-feira, 13, onde maioria dos membros da comissão eleitoral esteve presente e as conversas continuam no sentido de fazer uma chapa de consenso.

Conforme o coordenador da comissão eleitoral, Iderval Silva afirmou ao Conexão Tocantins o partido quer fazer uma composição de consenso e já foi definido que a chapa será encabeçada pelos ex-presidentes da legenda, ex-governadores e deputados estaduais e federais. São 71 membros.

A decisão sobre a presidência do partido ainda não será discutida neste primeiro momento mas os interessados em colocar o nome na disputa. Até o momento apenas Júnior Coimbra já manifestou interesse em disputar o comando. Segundo Iderval, o ex-governador Marcelo Miranda estava na reunião mas não se manifestou se tem interesse de colocar o nome à disposição. “Acho que o Marcelo também está interessado no consenso”, frisou.

O partido quer seguir unido para a disputa do próximo ano onde pretendem ter espaço numa chapa majoritária .

A possibilidade de uma aliança com o governo estadual chegou a ser cogitada meses atrás e dividiu o partido provocando inclusive um pedido de intervenção.