Saúde

Foto: Divulgação

Mesmo após o término da campanha nacional, as unidades de saúde dos municípios do Tocantins continuam realizando o trabalho de imunização contra a influenza. O objetivo é atingir a meta de vacinação proposta pelo Ministério da Saúde.

De acordo com a coordenadora de imunização da Secretaria Estadual da Saúde, Marlene Alves, o Tocantins está perto de atingir a meta de 80%. “Nós já havíamos sinalizado que o prazo da campanha era curto e que não respeitava as demandas do Tocantins, afinal temos uma zona rural muito extensa. Hoje já conseguimos vacinar pouco mais de 73%”, disse ela.

Marlene também ressaltou que o governo ainda não conseguiu contabilizar os dados de alguns desses grupos prioritários. “A vacinação em indígenas, por exemplo,  já começou, mas nós ainda não conseguimos computar todos os dados porque algumas aldeias são de difícil acesso, como é o caso das existentes na região da Ilha do Bananal”, afirmou.

Vacinação

No Tocantins foram distribuídas 255 mil doses da vacina para imunização de crianças de seis meses a dois anos de idade, gestantes, pessoas acima de 60 anos, mulheres puérperas (no período de até 45 dias após o parto), doentes crônicos (por indicação médica), indígenas, pessoas com privação de liberdade e profissionais da saúde.  A meta é vacinar  253 mil pessoas pertencentes a um grupo prioritário.

Sobre a doença

Também conhecida como gripe, a influenza é uma infecção do sistema respiratório cuja principal complicação são as pneumonias, que são responsáveis por um grande número de internações hospitalares no País. A vacina aplicada na campanha deste ano protege contra os seguintes subtipos de influenza: A (H1N1) ou gripe suína, que se disseminou pelo mundo na pandemia de 2009, A (H3N2) e B. (ATN)