Polí­tica

Foto: Divulgação Josi Nunes é cotada para encabeçar chapa Josi Nunes é cotada para encabeçar chapa

O clima de consenso no PMDB estadual parece ter sido abalado. Começou nesta quinta-feira, 23, a coleta de assinaturas para a formação da chapa “PMDB Autêntico” que deverá enfrentar a “PMDB Forte” encabeçada pelo deputado federal Júnior Coimbra. A intenção é coletar 107 assinaturas para a formação do diretório.

O grupo é formado pelos modebas que dizem não acreditar no distanciamento de Coimbra do governo estadual e pretendem afastar qualquer possibilidade de aliança e até  mesmo coligação para o próximo ano. A deputada Josi Nunes é a mais cotada para encabeçar a chapa que está em formação e é uma das coordenadoras da eleição junto com Iderval Silva que diz desconhecer tal articulação para uma nova chapa. Segundo os articuladores da nova chapa Josi teria dado total aval para a mobilização.

O deputado federal Osvaldo Reis admitiu ao Conexão Tocantins que atendendo a pedido de Josi Nunes e do ex-governador Marcelo Miranda está tentando marcar uma audiência com a nacional do partido em Brasília para adiar a eleição marcada para o dia 9 de junho. “ A Josi e o Marcelo me pediram para marcar essa audiência, a conversa seria para prorrogar o prazo da eleição”, admitiu.

Com relação ao nome de Josi para enfrentar Coimbra na disputa interna Reis não elegeu um favorito mas elogiou o perfil da deputada.” A Josi é uma mulher que o PMDB tem orgulho de ter em seus quadros”, disse. Ele frisou que defende o consenso mas que Josi tem o direito de buscar uma candidatura já que o processo é democrático.

Coimbra tentava costurar o consenso e conseguiu apoio da maioria nas últimas semanas inclusive do ex-governador Carlos Gaguim, que segundo as informações, se recusou a assinar a lista para a nova chapa. Já Marcelo disse ao Conexão Tocantins que pretende não comentar o assunto por enquanto já que as articulações estão em andamento.

O deputado Júnior Coimbra nas últimas semanas tem defendido uma candidatura de Marcelo ao governo no próximo ano e chegou a se colocar à disposição para ajudá-lo num possível próximo governo. Mas as declarações não tem convencido uma ala do partido que busca a renovação no comando da legenda.