Campo

Foto: Divulgação

Produtores rurais tocantinenses devem estar atentos ao fim do prazo para vacinação do rebanho contra febre aftosa, que encerra esta semana, no próximo dia 31, o alerta é da Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins – Adapec.

A campanha este ano traz como tema: “É na raça que a gente mantém esta conquista”. O objetivo da Agência é vacinar os mais de 8 milhões de bovídeos (bovinos e bubalinos) existentes no Estado. Ressaltando que nesta primeira etapa são vacinados todos os animais independentes de faixa etária. Até o momento segundo o diretor de defesa, inspeção e sanidade animal, João Eduardo Pinto Pires cerca de 60% dos animais foram vacinados. “Este número representa os animais que foram vacinados e que os produtores já fizeram a comprovação da vacina. Nossa expectativa é vacinar 100% do rebanho”.

É importante destacar que após a vacinação o produtor rural deverá apresentar no prazo máximo de até 10 dias, o comprovante de vacinação do rebanho. Quem deixar de vacinar os animais estará sujeito a pagar multa de R$ 5,32 por animal e R$ 127,69 por propriedade não declarada. E, ficará impendido de emitir a GTA – Guia de Trânsito Animal.

O presidente da Adapec, Marcelo Aguiar Inocente reforçou o pedido aos criadores de bovídeos do Tocantins para que não deixem de vacinar o rebanho contra a febre aftosa. “A pecuária tocantinense é responsável direta pelo crescimento da economia de nosso Estado, e pela geração de emprego, por isso, é importante que o produtor rural vacine o rebanho contra a febre aftosa para mantermos o status de zona livre desta doença, e assim, continuarmos exportando com qualidade os produtos cárneos”.