Polí­tica

Foto: Isis Oliveira

A deputada Estadual, Solange Duailibe (PT) quer que o Estado do Tocantins oferte o ensino da língua espanhola nos currículos do ensino médio. Para isso,  a parlamentar solicitou informações ao Conselho Estadual de Educação sobre a elaboração das normas para o cumprimento da legislação no ambito estadual.

“A obrigatoriedade da oferta da língua espanhola nos currículos do nível médio está prevista na Lei Federal nº 11.161, de 5 de agosto de 2005 e apesar da legislação, o Estado do Tocantins não cumpre a lei e deixa de dar mais essa opção de aprendizagem aos estudantes” – argumenta a deputada.

Mercosul

De acordo com Solange Duailibe, a Espanha é o segundo maior investidor no Brasil e as possibilidades de intercâmbio políticos, econômicos, comerciais e culturais motivadas pelo Mercosul também incentivam o crescimento no interesse pelo espanhol.

“O Brasil comercializa muitos produtos e serviços com países latinos como Bolívia, Uruguai, México, Venezuela e Chile, todos falantes de espanhol, além da própria Espanha. Já são centenas de empresas destes países instaladas no Brasil e milhares de empresas brasileiras negociando com esses países” – argumenta a parlamentar.

Profissionais

No Tocantins, já são 702 profissionais graduados só pela Fundação Universidade do Tocantins, segundo dados da Diretoria de Tecnologia da Informação da Unitins.

O espanhol já ocupa a quarta posição entre as línguas mais faladas do mundo, possui mais de 500 milhões de falantes e 20 países cuja língua oficial é o espanhol.