Educação

Foto: Manoel Lima

Para exercerem o mandato correspondente ao triênio de 2013 a 2015, tomaram posse na tarde desta última terça-feira, 29, no auditório do Palácio Araguaia, os novos membros do Conselho Estadual do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (CE – FUNDEB). Estiveram presentes o secretário de Estado da Educação e Cultura, professor Danilo de Melo Souza, diretores regionais de gestão e formação, diretores de unidades escolares da Capital e técnicos da secretaria da Educação.

Na ocasião, foram anunciados os avanços conquistados na educação com os recursos investidos na valorização e qualificação dos professores, enfatizando que o Governo elegeu como marca estratégica da sua administração, construir uma educação de qualidade. Com isso, ele demonstrou a evolução que houve com a folha de pagamento, entre janeiro de 2012 a abril de 2013, o investimento passou de R$ 54.051.330,42 para R$ 66.407.546,94. “Avançamos muito comparando com outros Estados, pagamos o segundo melhor salário”, declarou o secretário, que também lembrou dos investimentos em equipamentos de informática como tablets, laptops e lousas digitais, que totalizaram um valor de R$ 29.877.297,99, além de outros bens patrimoniais adquiridos para as escolas.

Ainda segundo o professor Danilo, o Conselho do Fundeb é um trabalho de grande relevância, pois é um comitê representativo da sociedade civil, e tem como objetivo fazer monitoramento, fiscalização continua dos recursos do Fundeb. “São recursos que estão vinculados as matrículas do total de mais de 80% dos recursos disponíveis para a educação. Eles precisam ser monitorados para que o gestor se sinta com obrigação de cumprir o que prescreve a legislação”, enfatizou.

Após a posse, os novos membros se reuniram para eleger a presidente e vice do Conselho, sendo eleitos Milena Correa Milhomem Marchenta (presidente) e Linaldo Tavares Lima (vice-presidente). “A proposta inicial é garantir que o Conselho atue como órgão fiscalizador dos recursos da educação, que seja ativo e atuante”, disse a presidente eleita.