Polí­tica

Foto: Divulgação

O deputado federal Lázaro Botelho (PP), durante reunião do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira, 19, levantou bandeira em defesa do fim absoluto do voto secreto em decisões do Congresso. Nesta semana, a Frente Parlamentar em Defesa do Voto Aberto, manifestou em caráter de protesto, apoio à matéria.

Botelho apoia-se na ideia de que o eleitor tem o direito de saber como votam os seus representantes políticos e reiterou a função soberana do Congresso Nacional de bem representar a população, com transparência e responsabilidade.

Os parlamentares favoráveis à abertura total das votações da matéria no Congresso voltaram a pressionar o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves para que cumpra o compromisso de colocar o tema em análise no Plenário antes do recesso de julho.

A PEC (196/12) que elimina o voto secreto para os casos de cassação de mandato parlamentar já foi aprovada no Senado e aguarda parecer da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). Se houver aprovação, será criada uma Comissão Especial para analisar a proposta e, só então, a PEC vai à votação no Plenário.