Esporte

Foto: Elias Oliveira

Para o indígena Jean Carlos Xerente, 17 anos, do Centro de Ensino Médio de Tocantínia, a abertura dos Jets (Jogos Estudantis do Tocantins) foi especial. Ele foi um dos alunos encarregados de acender a Pira Olímpica, na abertura oficial dos Jets, realizada nesta quinta-feira, 27, no Ginásio de Esportes do Ceulp/Ulbra, em Palmas. 

Os jogos estão abertos para 900 alunos, campeões das competições interregionais. Os vencedores da etapa estadual representarão o Tocantins, nos jogos olímpicos estudantis nacionais, que serão realizados no Rio Grande do Norte e no Pará.

Jean veio participar dos jogos estudantis na modalidade natação, ficou em 4º lugar. Disse que estava feliz e emocionando por ajudar no ritual do acendimento da pira olímpica e que foi muito importante participar dos jogos em Palmas, como forma de aprendizagem e de conhecer alunos de outras escolas.  

Para o secretário da Educação e Cultura, Danilo de Melo Souza, os JETs representa um espaço para as crianças e jovens brincarem e aprenderem. E que o esporte e a cultura faz parte de estratégias para desenvolver as habilidades da inteligência emocional e cognitiva.  

Os Jets prosseguem até domingo, com competições em 13 modalidades, nas categorias de 12 a 14 anos e de 15 a 17 anos.  

Arte e esporte

Na ocasião da abertura, houve um show de arte e cultura com apresentações do Coral Mil Vozes, do Balé Popular do Tocantins, da Orquestra Sanfônica e de um grupo de ginástica rítmica de Santa Catarina.

Emoção para alunos

A estudante Lidiane Barbosa da Conceição, 16 anos, da Escola Estadual Professor Aureliano, de Taguatinga, também participou da corrida para acender a pira olímpica. Ela contou que integrar as ações esportivas na escola foi importante para a sua vida, houve mudanças na forma física, de relacionamento com os colegas, com a família e sente que se desenvolveu em vários aspectos.

Maurício dos Reis Pinheiro, 13 anos, aluno da Escola Estadual Vicente Carlos de Sousa, de Buriti, estava participando do handebol. É a segunda vez que está numa final dos JETs e sente feliz em participar da abertura e vivenciar toda a emoção dos jogos olímpicos. (Ascom Seduc)