Estado

Em nota, a Celtins informou que vai cumprir a liminar expedida pelo Tribunal de Justiça do Tocantins (TJ-TO), assinada pelo juiz Rafael Gonçalves de Paula que determina a imediata suspensão do reajuste da tarifa de energia, e vai encaminhá-la para a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para conhecimento e discussão.

A decisão em caráter liminar foi concedida pelo juiz Rafael Gonçalves de Paula. O aumento passaria a valer já nas leituras feitas a partir de hoje. 

Além da decisão judicial manifestantes de  vários movimentos sociais protestaram na manhã de hoje em frente á empresa contra o aumento. Na Assembleia legislativa trezes deputados apoiaram a abertura de uma CPI contra a empresa.

Por: Redação

Tags: ANEEL, Celtins, Rafael Gonçalves de Paula