Polí­tica

Foto: Divulgação

O vereador de Ponte Alta do Tocantins, Silvanio Aires acusa a atual administração da cidade de manter servidores que recebem sem trabalhar e ainda um quantitativo de contratações fora do que a lei permite.

 Em ofício ao promotor de justiça Francisco José o vereador alega que há um número elevado de servidores contratados na prefeitura o que fere a lei de Responsabilidade fiscal e pede que seja firmado um Termo de Ajuste e Conduta com o município para a realização de um concurso. Ele afirma que cerca de 150 pessoas que foram contratados mas estariam fora das normas para os respectivos cargos. Não há concurso público na cidade desde 2002.

 “Na verdade além dos contratados sem concurso público há também um verdadeiro descumprimento por falta da administração pública em relação aos contratos de assessores políticos contratos estes de livre nomeação e exoneração do Executivo mas que não cumpre horários nem assina livro de ponto e que na verdade se enquadram como funcionários fantasmas, sendo que estas na verdade são funções meramente políticas”, alega o vereador.

 O Ministério Público Estadual ainda não se manifestou sobre a denúncia do vereador. O Conexão Tocantins tentou contato com o prefeito de Ponte Alta do Tocantins, José Aparecido de Araújo, o Zezinho da AA, para tratar das acusações do vereador mas não obteve sucesso até o fechamento da matéria.O espaço continua aberto para as explicações da prefeitura.