Polí­tica

Foto: Divulgação

O senador Ataídes Oliveira (PSDB-TO) votou “sim” à Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 11/2013, que trata da redução de dois para um no número de suplentes de senador. A matéria propõe também a proibição da escolha de cônjuge ou parente até segundo grau para a vaga de  suplente. “Agora sim. Agora acredito que vai atender aos anseios da nossa sociedade e eu voto ‘Sim’”, disse Ataídes.

A matéria foi votada nesta quarta-feira (10/7). No dia anterior, houve rejeição à PEC 37/2011, que também tratava do mesmo assunto. No entanto,  um trecho da proposta transformava o  suplente em um substituto temporário, sem direito a ocupar definitivamente o mandato em caso de vacância. Este trecho foi retirado. “Não concordei com esta proposta anterior por saber que um suplente temporário acarretaria custos aos cofres públicos, já que novas eleições para senador seriam obrigatórias.”

A PEC ainda será votada na Câmara dos Deputados e caso venha ser aprovada, as mudanças não valerão para senadores e suplentes eleitos em 2006 e 2010.