Palmas

Foto: Divulgação Secretário de Governo diz que gestão é aberta para conversar com movimentos Secretário de Governo diz que gestão é aberta para conversar com movimentos

O secretário de Governo e Relações Institucionais, Tiago Andrino confirmou que a prefeitura da capital vai buscar responsabilizar os integrantes do movimento que agiram com vandalismo durante a ocupação do antigo prédio do Paço na noite de ontem. “ Fizemos o Boletim de ocorrência e vamos responsabilizar para que eles paguem o que quebraram”, informou.

 Andrino conta que para a prefeitura a movimentação de ontem por parte de integrantes ligados ao Movimento Nacional de Luta Pela Moradia e Movimento dos Sem Teto foi uma articulação isolada que causou muita estranheza. “ Era um movimento isolado que não tinha pauta e que nós vimos com muita estranheza. Nós temos compromisso com o movimento de luta pela moradia fizemos várias reuniões com eles e com o movimento dos Sem Teto”, justificou. Ele contou ainda que os manifestantes chegaram em ônibus e que arrombaram a porta do prédio.

 O secretário conta ainda que há vários indícios de que teve algum político por trás da ação do grupo que ele chama de isolado mas não citou nomes. Com relação á desocupação do prédio através de ação da guarda metropolitana o secretário reafirmou que foi em defesa do patrimônio público.

 Bismarque confirma

 O ex-vereador de Palmas e coordenador do Movimento de Luta pela Moradia, Bismarque do Movimento confirmou ao Conexão Tocantins que foi chamado pela lideranças que ocuparam o prédio da prefeitura e que apoiou os manifestantes. “ Fui chamado e apoiei”, confirmou. Ele saiu em defesa dos movimentos e diz que o prédio ocupado está abandonado. “ Foi o primeiro prédio público construído em Palmas e está abandonado”, frisou.

 Com relação à suspeita de interferência política na movimentação de ontem o ex-vereador negou. “ Acredito que não houve interferência de nenhum partido ontem”, disse. Ele contestou a declaração de Andrino de que a prefeitura sempre foi aberta para conversar com os movimentos sociais. “ Não existe diálogo da prefeitura com o movimento. Qual a agenda que a prefeitura tem com os movimentos? Nenhuma”, disse.

 Ele negou que os movimentos tenham sido recebidos por Tiago Andrino como afirmou o secretário.

Andrino rebate

Em resposta às declarações do ex-vereador o secretário Tiago Andrino especificou que recebeu as demandas passadas por ele.

Uma delas foi para discutir as obras do PAC meta 09 que  assinado em 2007 por uma cooperativa que seria ligada a Bismarque porém não passou por licitação nem houve prestação de contas. Das 121 casas referentes a estas obras 30 teriam sido construídas pela própria comunidade. O ex-vereador pediu á prefeitura que disponibilzasse o habite-se social para as famílias.

Outro pedido de Bismarque foi com relação à mudança de faixa 1 para faixa 2 na construção de casas numa área da capital. A prefeitura, segundo Andrino, está tentando resolver as situações pedidas pelo líder do MNLM.

Com relação ao Movimento Sem teto Andrino conta que foi procurado com membros com relação á invasão no Lago Sul que ocorreu há alguns dias. “ Nomeamos uma comissão para acompanhar e estamos dialogando”, disse.

O secretário frisou novamente que a prefeitura sempre esteve  aberta para dialogar com os movimentos da área de moradia. “Nós estamos abertos a discutir seriamente moradia popular mas com respeito e democracia”, ponderou.(Matéria Atualizada às 13h)