Campo

Foto: Divulgação

A produção da soja mostra, a cada ano, o seu potencial de crescimento na agricultura tocantinense. Na safra passada foram plantados 451,16 mil hectares, contra 549,45 mil na safra atual 2012/2013, um acréscimo de 21,8%. Os dados são do 10º Levantamento de avaliação de safra, divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) regional Tocantins nesta segunda-feira, 15 de julho.

O destaque ficou para a soja de subirrigação, que nos levantamentos anteriores não previa aumento da área plantada, mas com as informações colhidas em junho a expectativa para esta safra é de aumento de mais 16,31%, em relação à safra passada, passando de 36,71 para 42,70 mil hectares. Com isso, a previsão do 10º levantamento é de aumento também na produção, saindo de 106,92 mil para 125,02 mil toneladas.

No total, entre soja subirrigada e de sequeiro, a safra 2012/2013 no Estado é previsto um aumento de 21,8% na área e 11,1% na produção. O crescimento reflete na produção de grãos em geral: soja, milho, feijão, amendoim, algodão e sorgo. Os dados mostram que em relação à safra passada 2011/2012, a área plantada cresceu de 741,01 mil hectares para 823,98 mil hectares, com 11,2% de aumento. A produção também subiu de 2.381,28 mil para 2.648,66 mil toneladas de grãos, aumentando 11,1%, na safra 2012/2013.

Segundo o engenheiro agrônomo da Secretaria da Agricultura e Pecuária (Seagro) Anderson Pereira, se comparada à avaliação anterior, o aumento de 16,3% da área plantada constatada na soja subirrigada, influenciou para o crescimento de 0,7%, ou 6,0 mil hectares da cultura no Tocantins. “Acreditamos que um dos fatores que influenciou esse aumento seja a prorrogação do vazio sanitário no Tocantins, que se estendeu até o dia 10 de junho, e a colheita estendida até 10 de outubro”, explica.

Dados

Em cumprimento ao Calendário de Levantamento de Safra 2012/2013, a Conab divulgou que foram mantidos contatos com as principais fontes de informações sediadas nos municípios sedes e de polos de informações, com o objetivo de avaliar os dados em relação ao clima e colheita, qualidade dos produtos colhidos e comercialização das culturas do amendoim, arroz de sequeiro e irrigado, feijão e milho 1ª safra, soja de sequeiro e sorgo 1ª safra, bem como acompanhar as atuais condições das lavouras de algodão 1ª e 2ª safra, feijão, milho e sorgo 2ª safra e a expectativa da área plantada e produtividade da soja e feijão subirrigados. (Ascom/ Seagro)

Por: Redação

Tags: Conab, Seagro, Soja