Palmas

Foto: Marcelo de Deus

“Começamos hoje a reescrever a história do turismo em Palmas que é o portal de entrada para o Tocantins”, afirmou o prefeito da Capital, Carlos Amastha, durante assinatura do Termo de Cessão de Uso de Área para a instalação de um novo Centro de Atendimento ao Turista (Catur), no Aeroporto de Palmas Brigadeiro Lysias Rodrigues.

 O convênio firmado entre a Prefeitura de Palmas, por meio da Agência Municipal de Turismo (Agtur), e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero-TO) aconteceu nesta quinta-feira, 25. A área para a instalação do quiosque de atendimento ao turista é de 8m². O contrato é válido por 60 meses.

O presidente da Agtur, Cristiano Rodrigues, destacou que o Catur existente no aeroporto nunca havia sido revitalizado, por falta de melhores estruturas. “O local não despertava o interesse dos turistas a buscar informações. Com a nova localização do Catur, a visibilidade do local vai permitir atender aos turistas de maneira mais eficaz e moderna”, enfatiza.

“O local escolhido é estratégico, pois está no centro do aeroporto e assim vai atrair a atenção dos turistas. O foco maior é a divulgação das potencialidades turísticas da nossa cidade e também o Tocantins”, acrescentou Rodrigues.

Estiveram presentes à solenidade de assinatura do convênio, os superintendentes da Infraero-TO, Afrânio Mar, e da Infraero Regional Centro Oeste, Gustavo Shild. De acordo com Shild, o investimento na divulgação do turismo é fundamental por ser um dos negócios que está crescendo no Brasil. “Essa parceria com o município vai possibilitar uma infraestrutura adequada que sirva de suporte para o atendimento ao turista. Palmas e o Tocantins serão bem divulgados”, destacou.

 O gestor municipal encerrou a solenidade destacando a importância do convênio para o turismo. “Todo desenvolvimento de Palmas passa pelo aeroporto que é um instrumento urbano. Esta parceria vai, sem dúvida, promover a interação com o turista, a divulgação do potencial turístico e  colocar Palmas em destaque no turismo nacional”, garantiu Amastha. (Secom Palmas)