Estado

Em audiência na tarde desta terça-feira, 13, com representantes dos sindicatos de diversas categorias dos servidores públicos do Tocantins, o ministro da Previdência, Garibaldi Filho garantiu rigor na fiscalização do Instituto de Gestão Previdenciária dos Servidores Públicos do Tocantins (Igeprev). 

Durante a audiência, solicitada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Tocantins (Sintet), as lideranças sindicais apresentaram um relatório com supostas irregularidades que estariam ocorrendo no Igeprev e pediram auditoria no órgão. “Foi uma audiência muito produtiva, onde o ministro assumiu o compromisso de verificar as denúncias e também de repassar aos sindicatos todas as informações que estão sendo negadas pelo Instituto”, contou o presidente do Sindicato dos Servidores Públicos no Estado do Tocantins (SISEPE-TO), Cleiton Pinheiro, lembrando que as entidades sindicais encontram grandes dificuldades em obter informações no Igeprev. 

Segundo Pinheiro, Garibaldi Filho também se mostrou sensível à proposta das lideranças sindicais a respeito da necessidade de mudanças na legislação dos Regimes Próprios de Previdência Social (RPPS) para garantir que os servidores tenham mais segurança em suas aposentadorias. 

Durante a audiência os sindicalistas também enfatizaram a dificuldade de obter informações a respeito da situação financeira no Igeprev. “Ficou acertado que os sindicatos terão acesso a todas as informações das auditorias feitas pelo Ministério da Previdência e que serão articuladas ações para que haja maior acesso a estas informações, por parte das entidades sindicais e dos próprios servidores”, destacou o presidente do Sisepe. (Assessoria de Imprensa Sisepe)