Polí­tica

Foto: Divulgação

Apesar de não compor a Comissão de Finanças e poder apresentar voto sobre as contas de 2009 e de 2010 dos ex-governadores Marcelo Miranda (PMDB) e Carlos Gaguim (PMDB), o deputado estadual Sargento Aragão (PPS) manifestou, verbalmente, favorável à aprovação das contas.

Aragão pediu ainda uma nova audiência, com a presença do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e demais órgãos, para discutir as contas de 2009/2010 de Marcelo Miranda, Carlos Gaguim, e debater a aprovação das contas de 2011 do governador Siqueira Campos (PSDB).

Aragão disse que votaria a favor das contas, no plenário: “Não voto favorável aqui (na Comissão de Finanças) porque me tiraram de todas as comissões importantes da Assembleia. Não duvido que tenha sido a pedido e a interesse do atual governador (Siqueira Campos)”.

O deputado leu parte das 42 inconformidades encontradas no parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) nas contas de 2011 do governador Siqueira Campos: “Mesmo assim, as contas do governador foram aprovadas”, afirmou.

Ele também questionou o fato das contas de 2011 de Siqueira terem sido aprovadas antes das contas de 2009 e de 2010 de Marcelo Miranda e Carlos Gaguim: “Acredito que se o deputado José Augusto Pugliesi não estivesse presidindo a Comissão de Finanças, as contas dos ex-governadores ainda estariam sem ser julgadas”.

Sobre a rejeição das contas dos ex-governadores, pelo TCE, ele afirmou: “O parecer técnico foi favorável. A decisão foi mudada no pleno, sem justificativas. Algo que deixa questionar a lisura do TCE”.

Entenda

Por unanimidade, a Comissão de Finanças aprovou no final da tarde desta quinta, as contas de Marcelo Miranda e Carlos Gaguim, nos exercícios dos anos de 2009 e de 2010. Marcelo Miranda apresentou suas justificativas por escrito e não compareceu na audiência. Já Gaguim, preferiu fazer sua defesa durante a audiência.  Agora, as contas dos ex-governadores devem ir para votação no plenário na Casa.