Estado

Foto: Túlio Sabino Recomenda-se que o transporte seja feito em caixas , casinhas ou em cadeiras adequadas, com cinto de segurança Recomenda-se que o transporte seja feito em caixas , casinhas ou em cadeiras adequadas, com cinto de segurança

Seja no banco da frente ou no banco traseiro do carro é necessário que as regras estabelecidas pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) sobre o transporte de animais domésticos sejam respeitadas. Os motoristas que ignoram estas normas estão sujeitos às penalidades previstas na legislação.

De acordo com o especialista em Segurança no Trânsito e servidor do Detran-TO Yuri Nery, recomenda-se que o transporte, por exemplo, de gatos e cães seja feito em caixas (que devem ter um tamanho adequado para que o animal consiga ficar de pé e se virar), casinhas ou em cadeiras adequadas, com cinto de segurança. Deixar os animais soltos dentro do carro durante o passeio pode trazer grande risco a eles, pois em caso de freadas bruscas, ou mesmo em caso de uma colisão, o animal será jogado de um lado para o outro dentro do carro, podendo inclusive ser arremessado para fora do veículo.

A legislação não obriga que o animal esteja preso ao cinto de segurança dentro do carro, porém esta precaução, segundo o especialista do Detran-TO, é altamente recomendável. ‘’Além da integridade física do animal, deve-se ficar atento também à segurança do motorista, que pode ter sua concentração prejudicada ao ter que focar no animal e no trânsito ao mesmo tempo’’, explicou Nery.

O que diz o CTB

Artigo 169 - Dirigir sem atenção ou sem os cuidados indispensáveis à segurança. Multa de R$ 53,20 e três pontos na carteira.

Artigo 235 - Conduzir pessoas, animais ou carga nas partes externas do veículo, salvo nos casos devidamente autorizados. Infração grave com multa de R$ 127,69 e cinco pontos na carteira.

Artigo 252 - Dirigir o veículo transportando pessoas, animais ou volume à sua esquerda ou entre os braços e pernas. Multa de R$ 86,13 e quatro pontos.

Dicas

·         Evite alimentar seu animal nas últimas 3 horas antes do passeio para diminuir o risco de enjoos e vômitos.

·    Procure fazer os passeios em horários frescos, pois os cães costumam sentir bastante calor no carro. Se o seu carro tiver ar condicionado, deixe o interior do carro com uma temperatura mais fresca, pois seu cão irá se sentir muito melhor.

·      Se você for fazer uma viagem com seu cão, tenha em mente que serão necessárias paradas para dar água e para que o cão possa fazer xixi ou cocô. O local das paradas deve ser bem escolhido. Dê preferência, pare apenas em postos de gasolina e/ou postos rodoviários. Evite parar no acostamento porque o movimento dos carros pode assustar seu cão.