Polí­tica

Foto: Divulgação

Preocupada com as consequências da endometriose para a vida das mulheres brasileiras, a deputada federal Nilmar Ruiz (PEN) aderiu à Frente Parlamentar da Luta Contra a Endometriose na Câmara dos Deputados. A intenção da Frente é promover o debate e ampliar as ações de políticas públicas de saúde para o tratamento da doença no Brasil. “Queremos levar mais informações sobre essa doença, que atinge uma em cada dez mulheres no país durante os seus anos reprodutivos”, disse Nilmar.

A deputada diz que as ações da Frente também serão voltadas para a troca de informações entre pacientes, médicos, cientistas e parlamentares, para que juntos possam estabelecer estratégias que promovam o combate à doença no país.

“A intenção da Frente Parlamentar também é discutir a destinação de recursos para pesquisa sobre a endometriose, pois ainda não se sabe muito sobre as causas da doença. Além disso, vamos propor ações com foco no diagnóstico na adolescência, para facilitar o controle e o tratamento”, comentou Nilmar.

A doença

A endometriose é a presença, fora do útero, de tecido semelhante ao endométrio, causando uma reação crônica e inflamatória, dor e subfertilidade. A doença é responsável por 40% dos casos de infertilidade no Brasil, mas apenas 1/3 das brasileiras associa a doença à dificuldade de engravidar, segundo pesquisa da Sociedade Brasileira de Endometriose e Ginecologia Minimamente Invasiva (SBE). O levantamento, feito com cinco mil mulheres com mais de 18 anos, revelou ainda que 88% não sabem como tratar o problema e que 55% não sabem sequer o que é a doença.