Palmas

Uma série de melhorias está sendo estudada pela Prefeitura de Palmas para o serviço ofertado pelos taxistas. Durante encontro realizado no Centro Administrativo I na Avenida JK, na tarde desta sexta-feira, 30, o secretário e o secretário-executivo de Acessibilidade Mobilidade e Transporte, Ricardo Bindo e Christian Zini, respectivamente, mais a diretoria do Sindicato dos Taxistas, discutiram vários temas relacionados às propostas, inclusive sobre as mudanças de alguns pontos da legislação que diz respeito à categoria.

A pedido do Sindicato, a Prefeitura de Palmas vai estudar a possibilidade de implantar o sistema de táxi rotativo na Feira do Bosque, para que três veículos atendam a população aos domingos. O local seria demarcado com sinalização horizontal e vertical.

Padrão

Outra ação, agora de iniciativa da Prefeitura, trata da revitalização dos abrigos dos taxistas. A meta é a padronização de forma que os locais não causem poluição visual e haja regulamentação para a exploração dos pontos com as publicidades. Projeto para isso já está em andamento.

Também de iniciativa da Prefeitura, possíveis mudanças poderão ser realizadas na legislação do setor. Segundo Christian Zini, uma série de estudos será executada para que não haja prejuízo à categoria, inclusive o Ministério Público será chamado para auxiliar nas tomadas de decisões. “Nosso objetivo é regularizar algumas questões falhas na legislação atual”, disse Zini.

Um avanço visto pelos diretores do Sindicato é a ação da Secretaria para a profissionalização do serviço de táxi em Palmas. A pasta já está em contato com o Sebrae Tocantins para que uma parceria auxilie na execução de cursos aos condutores. “Nosso foco é dar a eles [aos taxistas] uma nova ideia sobre esse serviço, de tal forma que haja aumento da renda de cada um e a população passe a usar mais esse meio de transporte. Queremos ajudar esses trabalhadores e ao mesmo tempo mostrar ao cidadão as diversas vantagens que esse sistema oferece”, argumentou o secretário-executivo.

O presidente do Sindicato dos Taxistas, Manuel Batista do Nascimento Neto – Caicó, afirmou que as ideias são ótimas e em muito beneficiarão os profissionais. “Precisamos criar uma cultura de uso do serviço de táxi em Palmas. Às vezes as pessoas acham que uma corrida fica cara, mas na verdade elas podem se juntar a outras e todas pagarem pela corrida, ganhando em rapidez, conforto e ao final verão que o valor é bem mais em conta”, concluiu. (Com informações da Assessoria)